Linguagem corporal na entrevista de emprego

Linguagem corporal na entrevista de emprego, entenda sinais que o corpo dá

Vai fazer uma entrevista de emprego? Entenda como cuidar da sua linguagem corporal para passar a melhor impressão possível aos entrevistadores

É comum, ao nos prepararmos para uma entrevista, nos preocuparmos com as possíveis perguntas que serão feitas e quais as respostas ideais para conseguir o emprego dos sonhos. 

Entretanto, estudos demonstram que a linguagem corporal, muitas vezes esquecida na preparação, pode ser uma grande aliada ou inimiga na hora de impressionar os recrutadores e conquistar a confiança dele no momento do recrutamento.

Já que, considerando que, em uma entrevista de emprego, o candidato possui pouco tempo para se destacar, a leitura corporal pode revelar confiança, insegurança, nervosismo ou, até mesmo, desconforto. 

Por isso, é importante aprender a utilizar o seu corpo para comunicar os traços positivos que mostram suas melhores qualidades e te destacam em um ambiente corporativo.

A seguir, você verá quais atitudes são mais adequadas em uma entrevista de emprego, quais evitar e como utilizar a linguagem corporal a seu favor também em entrevistas remotas. 

Como ter a linguagem corporal como a sua aliada?

Já vimos que a linguagem não falada pode dizer muito sobre você e os recrutadores estarão atentos aos atos que demonstram inconsistências ou despreparo na hora da entrevista de emprego.

Veja agora algumas dicas para utilizar a linguagem corporal a seu favor.

1. Tenha uma boa apresentação

Você será avaliado a partir do momento em que o entrevistador colocar os olhos em você. 

Por isso, estar vestido adequadamente, com uma aparência que transmita o quão comprometido você está para conseguir o emprego é fundamental.

2. Tenha uma boa postura

Mantenha sempre suas costas retas e o queixo paralelo ao chão. 

Caminhe sempre de forma ereta e, ao sentar-se, cuide para que a postura não se perca. 

Uma boa postura mostra confiança e comprometimento com a entrevista.

3. Lembre-se de sorrir 

Uma entrevista de emprego não exige seriedade em todo o tempo em sua expressão facial. 

Um leve sorriso no rosto ao chegar pode ajudar a construir um relacionamento imediato mais pessoal e demonstrar simpatia aos entrevistadores.

4. Atenção ao aperto de mão 

Segundo o livro “ A linguagem corporal no trabalho”, de Allan e Barbara Pease (Editora Sextante), a pessoa que fica com a palma virada para baixo durante o aperto de mão é a pessoa que exerce domínio.

Por isso, se for apertar as mãos do entrevistador, evite fazê-lo por cima da mesa, mas sim mais lateralmente, de modo que você possa virar sua palma da mão para cima ao realizar o cumprimento.

Outro fator que deve ser considerado é a intensidade do aperto de mão, que deve ser firme, nem fraco e nem esmagador.

5. Mantenha um contato visual certeiro

Enquanto conversa com seu entrevistador, é importante manter contato visual, para transmitir transparência e verdade no que você está dizendo.

Porém, evite encarar abertamente seu entrevistador enquanto não é necessário, pois isso pode demonstrar uma atitude desafiadora ou constranger o interlocutor.

6. Cuidado com as mãos

É certo que mexer demais as mãos demonstra certa ansiedade, mas manter as mãos escondidas demonstra desconfiança. 

O ideal é manter as mãos relaxadas e com as palmas abertas, para sinalizar honestidade e engajamento.

7. Acene enquanto escuta

Balançar a cabeça positivamente enquanto o recrutador fala é um sinal de interesse e atenção à conversa.

O gesto, porém, deve ser natural e você deve prestar atenção às expressões do rosto e tom de voz do entrevistador, reagindo adequadamente a elas.

8. Lembre-se: o tom de voz também é importante

Tomar cuidado não somente com o que se diz, mas como se diz é fundamental. 

Se o seu tom de voz mudar para mais agudo ao longo da entrevista, é um sinal de nervosismo. Procure controlar sua respiração para evitar que isso aconteça. 

9. Incline-se levemente para a frente ao receber uma pergunta

Já vimos a importância de manter a coluna ereta, porém uma leve inclinada para a frente durante uma pergunta demonstra humildade e disposição em responder abertamente.

10. Saia da sala com confiança

O ideal ao sair da sala é não se apressar, dando a impressão de que quer fugir o mais rápido possível. 

Arrume suas coisas calmamente e saia da sala após um aperto de mãos com o entrevistador.

Se a porta estava fechada quando você chegou, feche-a ao sair e mantenha uma expressão facial agradável ao fazê-lo. 

Como a linguagem corporal pode te prejudicar na entrevista de emprego?

Depois de saber alguns truques que podem passar uma boa impressão na hora da entrevista, é necessário saber que também existem alguns gestos que prejudicam grandemente na hora de conseguir uma colocação no mercado de trabalho.

Assim, normalmente, durante a entrevista, queremos evitar que algumas emoções transpareçam, como o stress elevado, falta de confiança em si mesmo, insegurança ou até mesmo arrogância ou falta de interesse. 

Por isso, veremos a seguir 3 comportamentos que devem ser evitados na hora da entrevista de emprego.

1. Não mostre inquietação

Alguns gestos, como toques excessivos no rosto ou cabelo, segurar as mãos juntas e permanecer mexendo os dedos, olhar para vários pontos e balançar ou bater os pés devem ser evitados.

Tais gestos demonstram inquietação, desconforto, nervosismo e insegurança, como uma falta de domínio próprio. 

Manter os gestos inquietos sob domínio demonstra controle emocional e uma atitude calma e positiva em uma situação de stress, o que é muito importante para os recrutadores. 

2. Não demonstre desinteresse 

Cruzar os braços, olhar para o celular durante a entrevista, sentar-se relaxadamente ou apoiar a cabeça nas mãos são gestos que demonstram que a entrevista não tem a devida importância para o candidato e que está desinteressante.

Mesmo durante a espera, a postura desinteressada já pode ser avaliada pelo recrutador como algo que irá te prejudicar para conseguir a vaga.

3. Não demonstre arrogância 

Confiança em si mesmo é sempre bem recebida, mas a arrogância deve ser evitada. A diferença é sutil, mas é fácil de ser detectada.

Ao caminhar, é importante manter o queixo paralelo ao chão, sem elevar demais a ponto de o queixo ficar empinado.

As expressões faciais também devem ser cuidadas. Sobrancelhas muito arqueadas ou um retorcer de lábios pode passar um desequilíbrio que passa a ser arrogante.

Como ter uma boa linguagem corporal em uma entrevista virtual?

Em uma entrevista por vídeo, a comunicação não verbal também é importante e os recrutadores prestam muita atenção à linguagem corporal. 

Mesmo que involuntariamente, o entrevistador capta os sinais passados por você durante uma videochamada e forma uma opinião, que pode ser positiva ou negativa no processo seletivo.

Além das dicas que já mostramos, que também servem para uma entrevista remota, é importante tomar cuidado para não ser informal demais por estar na sua casa.

Interrupções não são bem vistas e também não é aceitável se vestir com menos esmero ou desfocar a atenção para outro lugar enquanto é entrevistado.

Procure manter a postura e evitar os gestos que demonstram inquietação. Além disso, evite ficar olhando para a própria imagem ou mexer exageradamente nos cabelos, olhos ou em outra parte do rosto.

A linguagem corporal é muito importante em uma entrevista de emprego e, com as atitudes corretas, você pode se destacar positivamente e ser o escolhido em um processo seletivo para conquistar a vaga dos sonhos.