Por que cada vez mais os cães se tornam parte da família no Brasil

Por que cada vez mais os cães se tornam parte da família no Brasil?

De todos os animais de estimação, como os gatos, algumas espécies de pássaros (galinhas, patos, gansos, etc), furões, coelhos, hamster, os cães são os que se adaptam mais rápido e melhor o convívio com os seres humanos.

Antes de abordar porque cada vez mais os seres humanos estão adotando cães para fazer parte da família, é importante conhecer um pouco sobre a história dos caninos como animais de estimação, saiba também da importância de tê-los e quais os benefícios. 

Lembrando que a busca por cursos online com certificado está aumentando cada vez mais nas áreas de adestramento e cuidado de animais.

Um pouco sobre a origem e evolução dos cães

O cão é um mamífero da família dos carnívoros e subespécie do lobo e com certeza é o animal domesticado mais antigo de a história humana, e dentre as adoções foi se selecionando as raças mais dóceis e que hoje as conhecemos por, Beagle, Shih Tzu, Chow Chow, Poodle, e não posso deixar de mencionar o famoso vira lata (sem raça definida).

Das raças citadas logo acima acredita-se que a Chow Chow é a mais antiga da história,com base em alguns artefatos da China Antiga, onde em algumas pesquisas afirmam que ela existe a cerca de 200 a.C.

Mas antes de existirem essas raças que são domesticadas existiu o eucyon onde os  lobos, coiotes forma seus ancestrais e o mais antigo deles foi o hesperocyon conhecido como o tataravô dos cães, onde mesmo pode ter vivido na américa do norte há milhões de anos.

Para os cachorros  se tornarem mansos e adaptáveis  como se encontram hoje eles passam por muitas fases evolutivas, desde mudanças nas pelagens, nos tamanhos, na estrutura óssea, na cor dos olhos, nas cordas vocais, entre outras características.

Os ancestrais dos cães não latiam apenas uivavam, porém somente os filhotes de lobos que latiam antes de chegar na fase adolescente/adulto, porém só após as evoluções que eles passaram desenvolver diferentes latidos.

Os primeiros cães domésticos, conforme algumas pesquisas apontam que foi a cerca de 12 mil anos, onde seus vestígios foram encontrados em algumas das tumbas, em Israel, onde o cachorro então passou a ser o primeiro animal a ser domesticado.

Curiosidades sobre os animais domésticos

Pesquisas afirmam que hoje os lares possuem mais animais domésticos do que a própria quantidade de membros familiares. Muitos casais da atualidade que optam por terem filhos tomam a decisão de adotar um cachorro, como forma de suprir a presença de uma criança.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia Estatístico (IBGE) o Brasil passou a ser o quarto país com o maior número de animais domésticos, esse dado foi pesquisado e levantado em 2015. 

Atualmente o Brasil pode se tornar até o terceiro país com maior quantidade de animais domesticados, pelo fato que durante a pandemia o número de adoções de animais principalmente dos cachorros cresceu aproximadamente 55%.

Após algumas pesquisas foi descoberto que animais domésticos podem  fazer manhas e até fingir estar doente apenas para obter total atenção do dono, inclusive são capazes de até chorar de sair lágrimas, para tê-lo sempre por perto.

Quais são os benefícios de adotar um cachorro

De todos os benefícios, ter uma companhia é o maior deles, é o que mais faz as pessoas decidirem adotar um cachorro ou mais, na intenção de espantar a solidão, porém existem muitos outros benefícios acompanhe a seguir.

Reduz o estresse: 

Para ter esse benefício é importante investir na educação do cachorro, porque muitos podem ser arterios, estressados. Mas se cuidados da maneira correta a companhia dele com certeza reduzirá o estresse.

Aumenta a empatia: 

Conforme alguns estudos, pessoas que adotam um cachorro tendem a ser mais amorosos, carinhosos e respeitosos com outras raças e qualquer outra espécie de animais domésticos.

Promove saúde e bem estar: 

Muitos donos só fazem caminhada por causa do cachorro, o que já é um grande incentivo para ter uma vida ativa e saudável, além de ambos se sentirem felizes na companhia um do outro.

É terapia e guia para pessoas com deficiência: 

O uso de animais para terapias existe desde 1792, principalmente o cão guia que existe desde 1780, onde o principal benefício é guiar e melhorar a comunicação de pessoas com deficiência, com traumas ou estresse pós-traumático.

Ajuda na prevenção de perigo: 

Graças aos sentidos aguçados devido a uma quantidade maior de células receptoras, além das percepções serem totalmente ativas e diferentes, os cães são capazes de ficar em alerta devido a um possível  perigo que pode estar a metros de distância fazendo com o que o dono tome medidas para se prevenir e proteger a todos.

Mais longevidade para todos: 

Com tantos benefícios para a saúde do dono e do cachorro ambos usufruem de poderem viver mais, onde em uma pesquisa comprovada afirma que pessoas que adotam cachorro têm menos chances de morrer de ataque cardíaco.

O que é necessário para se ter um cachorro

Antes de adotar um cachorro é importante estar ciente de que é fundamental ter todos os itens essenciais para suprir as suas necessidades, acompanhe a seguir uma breve lista de itens básicos.

  • Casinha, rede, ou uma cama apropriada para cachorro;
  • Recipiente para colocar água e ração;
  • Coleiras e guias confortáveis para passeios;
  • Alimentação de qualidade para cada raça;
  • Petiscos para dar em momentos apropriados;
  • Brinquedos que estimulam o fortalecimento dos dentes como ossos para eles morderem;
  • Jornais, fraldas e um recipiente para recolher os dejetos;

Esses foram os itens básicos, e podem ser encontrados em lojas próprias para pets, lembrando que é importante saber que os itens não são baratos, por isso é importante fazer um planejamento financeiro antes de realizar a adoção.

Considerações finais

Como foi descrito no decorrer desse tema, ter um cachorro pode alegrar muito o ambiente, e é uma opção para quem não gosta de ficar sozinho, pois os cães são companheiros e leais aos donos.

Cursos online com certificado na área de adestramento e cuidado com pets são uma excelente maneira de garantir um melhor papel de tutor.

Escreva nos comentários se você tem cachorro e qual a raça dele, conte também se ficou alguma dúvida. Espero muito que tenham gostado do conteúdo, um grande abraço e até breve.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Certificado Cursos Online, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre cursos, educação e diversos segmentos.