Quais acessórios escolher para seu pod ou vape?

Quem está iniciando no vaping pode se surpreender com a quantidade de produtos diferentes oferecidos pelas lojas de pod para que os usuários tenham uma experiência completa. 

Com a popularização dos cigarros e narguiles eletrônicos, cada vez mais surgem tendências no mercado, como aparelhos mais potentes e tecnológicos, juices com sabores diferenciados, etc. 

Para comprovar tudo isso, basta olhar os catálogos de produtos desses estabelecimentos para se deparar com inúmeras marcas e configurações, o que pode nos deixar até mesmo um pouco confusos com tamanha variedade.

O destaque aqui também vai para os acessórios, que prometem levar a hora de fazer vapor a outro patamar. Esses itens têm como objetivo melhorar a experiência do usuário, trazendo mais potência, sabor e conforto em cada tragada. 

Entre atomizadores, carregadores, bobinas e outros produtos, fizemos uma lista com os acessórios indispensáveis para seu pod ou vape, para que você possa escolher com tranquilidade e aproveitar 100% o aparelho e suas possibilidades. 

Acompanhe para saber mais!

Coil 

As coils, resistências, bobinas ou cartuchos de reposição, como são conhecidas, são a parte do vape responsável por aquecer o juice e produzir o vapor que será consumido. 

Confeccionadas em metal, o funcionamento das coils é similar ao de uma resistência de chuveiro que, ao ser estimulada eletricamente, produz calor e o irradia para o que está ao redor. 

Essas peças precisam ser trocadas regularmente para que o dispositivo eletrônico para fumar funcione corretamente e entregue uma boa experiência. 

A vida útil da resistência depende de como e quanto são usadas, podendo variar de 1 a 3 semanas. 

Após a queima, é preciso fazer a reposição, comprando a peça de forma avulsa e realizando a troca com cuidado.

Além disso, usuários mais experientes costumam trocar a coil original do vape por versões mais potentes, para obter uma experiência mais personalizada. 

Para escolher adequadamente, deve-se observar a marca do vape e a da bobina, que devem ser correspondentes, para que não haja mal funcionamento ou sobrecargas elétricas. 

Na hora da compra, leve em conta também o tamanho da resistência, potência para produção de vapor, suas preferências pessoais e, claro, o preço que melhor se encaixa em seu orçamento, sem abrir mão da qualidade do produto. 

Algodões

Para garantir a pureza de sabores e qualidade do vapor, o algodão utilizado no vape faz toda a diferença.

Essa fibra natural funciona como um tipo de pavio, sendo responsável por transportar o juice do tanque para a coil, que o aquecerá que transformará em vapor. 

Portanto, por ter contato direto com o e-líquido, é muito importante que o algodão seja de qualidade, para que não libere substâncias tóxicas para a saúde e nem produza dry-hits, que é o sabor de queimado que ocorre quando o funcionamento está incorreto. 

A dica é sempre optar por produtos orgânicos, que entregam a melhor experiência e não transmitem nenhum sabor indesejável para seu juice, assegurando a pureza ao paladar e olfato. 

Fique atento: utilize apenas algodões próprios para vaping, pois as versões vendidas em mercados e farmácias, de uso comum, podem conter vestígios de substâncias que, quando inaladas, são prejudiciais à saúde, como produtos branqueadores e pesticidas. 

Atomizadores

O atomizador é a parte do vape na qual é armazenado o juice que, na hora do uso, é transformado em vapor. 

De modo geral, os dispositivos já vêm com esse item, mas é possível fazer sua substituição para melhorar ainda mais o vapor, ainda mais quando falamos de usuários profissionais. 

Para escolher o melhor, é preciso entender quais são as suas necessidades e seu nível de experiência no vaping, já que versões mais sofisticadas também são mais difíceis de configurar, e podem não ser a melhor opção para iniciantes. 

Portanto, é preciso entender as diferenças entre os tipos de atomizadores disponíveis no mercado, que são os seguintes:

  • Sub ohm: indicados para os iniciantes, os atomizadores sub ohm são práticos, com bobinas prontas para serem instaladas. Nesse modelo, basta acoplar ao vape, carregar com o juice e vaporizar;
  • RTA: nos RTAs, ou atomizadores de reconstrução com tanque, as possibilidades de personalização são maiores, permitindo a troca das bobinas por versões mais potentes, entregando uma experiência diferenciada;
  • RDA: similares ao RTDA, os atomizadores de reconstrução sem tanque também permitem a troca de resistência, mas não possuem tanque próprio para o juice, fazendo com que seja necessário gotejar o líquido para a vaporização;
  • RDTA: no atomizador de reconstrução com gotejamento e tanque, é possível tanto gotejar o juice, quanto utilizar o armazenado no próprio dispositivo.

Trata-se de um aparelho mais complexo do que os anteriores, devendo ser utilizado com cuidado para não prejudicar a experiência;

Baterias e carregadores

Sempre é válido lembrar que, quando falamos sobre vapes e pods, estamos nos referindo a dispositivos eletrônicos, que devem ser tratados como tais para evitar problemas como explosões, superaquecimento, queimaduras, entre outros. 

Por isso, é preciso prestar muita atenção no tipo de bateria e/ou carregador que será utilizado no aparelho, pois este deve ser adequado à voltagem, amperagem e potência necessárias e permitidas.  

O ideal é sempre utilizar aqueles que já vêm com o dispositivo mas, caso haja a necessidade de substituição por conta de quebras, por exemplo, somente peças originais e autorizadas pelos fabricantes devem ser utilizadas. 

Além disso, certifique-se de sempre fazer as compras de seus acessórios em lojas de confiança, que possam garantir a originalidade e boa procedência de todos os produtos, assegurando assim uma ótima e segura experiência seja você um vaper iniciante ou experiente.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência, você pode optar por não participar, se desejar. AceitarLeia mais