O que é o sistema all-inclusive e seus benefícios

O que é o sistema all-inclusive e seus benefícios

Esse sistema de viagem é ótimo para quem prioriza conforto e comodidade, sem precisar se preocupar em organizar as refeições e buscar estabelecimentos para isso.  

O Brasil é bastante conhecido internacionalmente pela diversidade de biomas, culinárias e lugares existentes em seu território. Isso o torna um destino muito visitado por turistas de todas as partes do mundo.    

Nos últimos anos, o mercado turístico brasileiro vem se diversificando e oferecendo inúmeras opções de hospedagens, passeios e logísticas de viagens.

Uma delas são os resorts, conhecidos por oferecer uma infraestrutura que prioriza o conforto dos hóspedes.

Outro fator que costuma atrair muitos turistas a buscar um resort é o famoso sistema all-inclusive (“tudo incluso”, em português), que garante conforto sem que o visitante precise levar um susto ao pagar a fatura do hotel. Confira como esse sistema funciona.

Refeições

O sistema “tudo incluso” oferece fartura de comida e bebida: os visitantes podem comer e beber o quanto quiserem de acordo com a faixa de preço da hospedagem.

Quanto mais caro o hotel, maiores as chances de haver comidas mais diversificadas e sofisticadas.

A lógica do all-inclusive dá autonomia para que cada hóspede consuma o que quiser e na hora em que preferir. Assim, nesse sistema, não há garçons para te oferecer refeições, snacks e bebidas, sendo você o responsável por ir até os buffets e bares para se servir.

Este tipo de viagem é bastante procurado em regiões onde não existe tanta infraestrutura para receber turistas, o que garante ao turista apenas relaxar (e não se preocupar em procurar nada). É também indicado para quem gosta de aproveitar bastante o seu local de hospedagem.

Benefícios

A principal vantagem do all-inclusive é que ele vai além das três principais refeições do dia (café da manhã, almoço e jantar), como costuma ocorrer no esquema de hospedagem de pensão completa.

Além de garantir todas essas refeições, o sistema “tudo incluso” também oferece petiscos, lanches e bebidas (alcoólicas ou não, dependendo do pacote escolhido pelos visitantes).

Em alguns resorts, também são oferecidas atividades de entretenimento como shows, festas, esportes, espaços de SPA e massagem, além de teatros, baladas e bares.

Esse sistema de viagem é ótimo para quem prioriza total comodidade e só quer curtir a viagem, sem precisar se preocupar em procurar lugares para se alimentar ou preparar as próprias refeições.

Para quem funciona

O sistema all-inclusive costuma agradar públicos de todas as idades. E é especialmente procurado para quem viajar com crianças e adolescentes, já que oferece fartura e bastante praticidade.

Outro público bastante frequente nesse sistema são as pessoas que gostam de bebidas alcoólicas. Quem viaja sabe que um bom drink às vezes pode sair tão caro quanto uma refeição.

Por isso, se você gosta de eventos open bar e adora conhecer os drinks típicos de cada lugar, o sistema all-inclusive é uma ótima opção para você curtir sem gastar tanto.

Outro perfil de viajantes que adoram esse sistema são os grupos cujos integrantes possuem gostos diferentes ou apresentam restrições alimentares. Nesse contexto, costuma ser mais difícil encontrar um único estabelecimento que agrade a todos.

Esses fatores fazem dos buffets uma ótima opção para agradar todos os gostos e não fazer ninguém perder dias de viagem após passar mal devido à ingestão de algum alimento.

Na hora de escolher um sistema all inclusive, vale conferir diferentes estabelecimentos e comparar os preços. Não se esqueça de verificar quais são as opções de alimentos e bebidas incluídas em cada pacote (já que alguns garantem algumas bebidas alcoólicas e outros não). É bom lembrar que a variedade de pratos e bebidas está vinculada à faixa de preço escolhida.