PepsiCo

PepsiCo tem meta de fazer um bom impacto hídrico até 2030

A empresa tem se destacado em fábricas pelo Brasil e mundo, e seu investimento inicial é de R$ 53 milhões de reais.

A PepsiCo anunciou em agosto um plano de metas para alcançar um impacto hídrico considerável até o ano de 2030. Desde 1953 no Brasil, a empresa tem se expandido em todo o território nacional, com 71 centros de distribuição em todo país. O objetivo agora é desenvolver uma condição sustentável de economia de água.

A empresa PepsiCo é uma das mais consolidadas em todo o mundo e seus produtos são muito apreciados. A companhia gerou mais de US$ 70 bilhões de dólares em 2020, exatamente porque suas marcas são muito populares em 200 países do globo. O grupo inclui a Pepsi, Gatorade, Quaker, Lay’s, Doritos entre outros produtos que são bem vendidos e muito famosos.

Com a escassez de chuvas dos últimos anos, a empresa busca ter opções mais sustentáveis, principalmente devido a grande matriz hidrelétrica no país. A tendência é de que o Brasil viva uma de suas piores crises hídricas da história e com essa meta, a Fundação quer estar preparada, além de auxiliar especialmente no abastecimento.

O plano de metas se baseia em realizar uma contenção de água, devolvendo para sociedade mais água do que se utiliza, nos processos de produção da empresa. O foco será em regiões de escassez hídrica no mundo, com objetivo de melhorar a distribuição de água nesses locais. 

Segundo o líder de sustentabilidade da Pepsico, Jim Andrew, o mundo deve agir rápido a respeito da economia de água. Ela deve ser um componente fundamental e um direito humano — garantido a todos, sem exceção. Trata-se de um dos problemas mais urgentes e deve ser combatido o mais rápido possível, segundo ele.

Diante desse cenário e focando cada vez mais nessa economia, a PepsiCo está investindo em uma série de iniciativas em suas fábricas no Brasil. Os últimos dados registrados, promoveram uma redução de quase 4 litros por quilo, para 2, mostrando uma economia de mais 599 milhões de litros entre os períodos de 2015 a 2020.

Parceria com WaterAid

A Pepsico realizou uma parceria com a WaterAid América em três continentes, foi o que informou o CEO da WaterAid Kelly Parsons. Segundo a parceria, a empresa está financiando programas essenciais sobre a importância do acesso à água potável a bilhões de pessoas. A WaterAid irá auxiliar no plano de metas da Pepsico que busca alcançar cerca de 100 milhões de pessoas até 2030.

Ações no Brasil

Em uma fábrica da Pepsico em Itu, foi construído um local para potabilizar água após o uso em processos produtivos. Segundo dados, já entraram em processo de reaproveitamento de água, cerca de 162 milhões de metros cúbicos, o que equivale a 4 piscinas olímpicas por mês. A empresa economiza 9 milhões de litros, correspondendo a 60% do consumo total.

Em algumas fazendas de produtores parceiros da Pepsico, através de um sistema de irrigação, a empresa já economizou mais de 420 mil metros cúbicos de água mensais. Esse sistema fica na fábrica da marca Kero Coco e tem contribuído bastante na redução.

Houve uma redução de 60% do uso de água em outra lavoura, totalizando 50 milhões de litros, desde 2018. Segundo dados, essa quantidade abastece uma cidade de até 64 mil habitantes no período de 7 dias.

A Pepsico irá atuar inicialmente na África Subsaariana, uma das regiões mais secas do mundo. O programa planeja investir 53 milhões, e a essa região foi escolhida por ser uma das mais impactadas durante a pandemia do coronavírus.