Onde surgiu a esfiha? Entenda a história dessa gostosura

Você sabe onde surgiu a esfiha? Essa iguaria passou por inúmeros continentes antes de chegar na mesa do brasileiro e já conquistou uma legião de pessoas que amam consumí-la.

Mas, antes de qualquer fato curioso sobre o surgimento dessa receita, devemos esclarecer o modo como se escreve o nome dela. Esfiha ou esfirra? Tanto faz! Ambas as alternativas estão certas e podem ser usadas tranquilamente.

O importante mesmo é que elas estejam deliciosas e fresquinhas para nós nos deliciarmos, não é mesmo? Voltando à história dessa iguaria, o que até explica o seu nome com “h”, as esfihas são árabes.

O que não se sabe é exatamente onde elas surgiram. Há histórias que elas são de origem  Síria, mas que foi  apenas no Líbano que elas ganharam fama e passaram a ser consumidas com frequência.

Porém, há outra teoria a qual diz que na verdade, as esfihas são de origem libanesa e apenas foram divulgadas a partir da Síria.  Ainda existem pessoas que os dois países criaram essa gostosura na mesma época.

É claro que esse é um grande mistério, nenhuma das teorias podem ser confirmadas ou desmentidas. O fato é que elas foram criadas nessa região do mundo e passaram por diversos países até chegar no Brasil. 

Essa é uma das perguntas que sempre fazem ao escutarem as histórias das comidas. Como algo criado no outro lado do mundo no século passado chegou aqui no Brasil?

É realmente um fato curioso, ainda mais quando pensamos que naquela época não havia a tecnologia da internet e outros meios de comunicação como temos agora. Ou seja, não foi nenhum espertinho que viu a receita no Youtube, traduziu e começou a produzi-la aqui.

Muito pelo contrário! A seguir, saiba mais sobre a história das esfirras no Brasil e outras curiosidades interessantes sobre esse alimento tão gostoso que tanto adoramos.

Acompanhe.

Como as esfihas chegaram no Brasil?

Hoje é comum comprarmos esfihas em lanchonetes, encomendá-las em empresas de salgados e consumi-las com frequência.

São opções ideais para um sábado à noite com os amigos, um dia em que estamos com preguiça de cozinhar ou quando não dá tempo para fazer uma refeição completa na correria do dia a dia.

Todas essas situações são comuns hoje em dia, mas há centenas de anos atrás os brasileiros nem sabiam o que era uma esfiha. Dá para acreditar? Para entender melhor essa questão, precisamos voltar há anos antes de Cristo. Vamos lá!

A história começa no Oriente Médio Antigo há anos antes de Cristo, quando os fenícios, antiga civilização do Líbano, partes da Síria e Israel, colocavam  coberturas de carne e cebola no pão sírio.

Quando o Iraque passou a cultivar trigo, cevada, entre outros produtos importantes, começaram a surgir os pães chatos e redondos, complementando a receita da cobertura de carne criada pelos fenícios.

Foi nesse momento em que as esfihas começaram a nascer.

Com o passar dos anos, a receita foi se popularizando, chegando a novos povos e países. Com isso, ela também foi sendo aprimorada, ficando cada vez mais gostosa.

No Brasil, as esfihas chegaram junto com os imigrantes sírios e libaneses entre o século 19 e o 20. Eles começaram a prepará-las e consumi-las por aqui, as tornando extremamente populares. Foi questão de tempo até cair no gosto do povo!

Ou seja, devemos agradecer esses imigrantes, não é mesmo? Ainda bem que trouxeram essa iguaria ao nosso país. Contudo, é claro que os brasileiros deram um toque especial na receita, a deixando ainda mais deliciosa e com a nossa cara.

Para finalizar, portanto, confira como as esfihas brasileiras são feitas para você se inspirar e cozinhá-las na sua casa ou empreendimento. Continue com a gente!

Receita de esfiha brasileira: só de pensar dá água na boca!

A massa é basicamente a mesma, feita com farinha de trigo e especiarias. Assim como o formato que pode ser aberto ou fechado em qualquer lugar do mundo.

O recheio original dos países árabes era a carne bovina, de carneiro, queijo, coalhada ou verduras com temperos especiais.

As massas são recheadas e depois assadas. A grande contribuição brasileira que deixa tudo mais gostoso é o recheio.

Por aqui, criamos esfihas dos mais diversos sabores, como as de carne bovina moída, queijo, calabresa, frango,  4 queijos, opções com catupiry, entre outras diversas variações.

Algumas até usam ingredientes árabes, como zatar e coalhada, que são incríveis também! Além disso, no Brasil elas ganharam a versão integral para serem democráticas e agradarem todos os gostos.  

No Brasil, tudo é possível quando se trata de combinações culinárias e temperos inesquecíveis, então, aqui o que manda é a criatividade. Por isso, sempre surgem novos sabores e opções de recheios de esfihas.

Todos são muito gostosos, disso temos certeza. Afinal, as esfirras são deliciosas e não tem como estragá-las!

Onde surgiu a esfiha