7 Medidas de Segurança Essenciais Para o Transporte de Cargas

Para garantir um serviço de excelência e qualidade, se atentar a certas medidas de segurança é algo essencial quando falamos sobre o transporte de cargas.

Isso porque, essa é uma atividade que possui diversos riscos e se não houver um cuidado adequado, problemas e prejuízos podem acontecer.

Por isso, no artigo de hoje, nós separamos para você as principais medidas de segurança que você deve dar atenção em relação ao transporte de cargas. Veja!

Transporte de cargas: 7 medidas de segurança essenciais

1. Manutenção preventiva

Para um transporte de cargas ser seguro e eficiente, o veículo ou os veículos utilizados precisam estar em perfeitas condições, caso contrário, há um grande risco de acidentes, atrasos, prejuízos, entre outros problemas.

Por isso, a primeira medida de segurança que você deve se atentar referente ao transporte de cargas, é programar e claro, realizar manutenções preventivas em todos os caminhões envolvidos na operação.

Por exemplo, como está o sistema de freios do caminhão? E as condições dos pneus? Além disso, as palhetas do para-brisa estão em bom estado ou precisam ser trocadas? 

Tudo isso, entre outros aspectos, precisam ser avaliados. Assim, além de reduzir riscos, a vida útil dos caminhões será prolongada.

Já pensou se, por exemplo, o freio falhar em uma região muito inclinada/íngreme? As consequências podem ser graves e, até mesmo, fatais.

2. Treinamento de motoristas

Além de contratar profissionais experientes e qualificados, é fundamental para um bom transporte de cargas que cada motorista responsável pelo serviço passe por treinamentos periódicos.

Afinal de contas, os condutores precisam dirigir de maneira adequada, sendo prudentes, respeitando as leis de trânsito e estando sempre atentos às vias – especialmente se forem realizar um serviço à noite.

O fator humano é algo extremamente importante, e não só para as cargas a serem  transportadas, mas para a preservação de sua integridade e de terceiros também.

Portanto, para ter um transporte seguro e de qualidade, não deixe de oferecer treinamentos regulares aos motoristas responsáveis pelas operações.

3. Monitoramento e rastreamento

Ter visibilidade de toda a operação e conseguir fazer um acompanhamento adequado dela, é algo de suma importância em termos de segurança.

Por isso, como terceira medida, invista em monitoramento e rastreamento de suas frotas.

Hoje em dia, existem diversos programas, softwares e aplicativos de celular que auxiliam nisso, inclusive, fornecendo dados, insights e relatórios de desempenho.

Portanto, não deixe de considerar esses serviços de monitoramento e rastreamento na sua operação. 

Atualmente, as tecnologias são grandes aliadas nesse ramo de atuação. Então, não deixe de aproveitar esses recursos em prol do seu negócio – você e seus clientes só têm a ganhar com isso.

4. Gerenciamento de riscos

Como dissemos no início do artigo, o transporte de cargas é uma atividade que envolve diversos riscos, por exemplo, roubos, assaltos, extravios, acidentes, etc.

Sendo assim, levando em conta este contexto, nada mais justo do que fazer o gerenciamento desses riscos, não é verdade?

Afinal, assim será possível realizar uma operação muito mais segura, tranquila e com menos problemas possíveis.

Portanto, como outra medida de segurança, é essencial fazer o gerenciamento de riscos antes de iniciar uma operação.

Dessa forma, será possível mapear os riscos envolvidos no processo e traçar ações/estratégias, de modo a evitar problemas e maiores transtornos.

Investir nesse estudo e planejamento é fundamental para um serviço seguro e eficiente.

5. Veículo e distribuição 

O transporte de cargas é bastante amplo e variado, ou seja, existem diferentes tipos de produtos e mercadorias que podem ser transportadas.

Sendo assim, para garantir mais segurança, tranquilidade e eficiência na operação, é fundamental utilizar um veículo correto, isto é, que esteja de acordo com o tipo de carga a ser transportada, e também distribuir o peso/volume adequadamente.

Isso porque, cada tipo de carga requer um cuidado e um modelo de carroceria. 

Um veículo com excesso de peso, por exemplo, ou um veículo com a carga mal distribuída, além de ser bastante perigoso, pode gerar multas e autuações.

Por isso, esteja atento a esses pontos na hora de realizar um transporte.

6. Viagens longas

Viagens longas, mesmo sendo realizadas por motoristas experientes e qualificados, são pesadas, cansativas e exaustivas.

Por isso, como outra medida para tornar o transporte mais seguro, é de suma importância que sejam feitas algumas pausas estratégicas durante o trajeto.

Dessa forma, o condutor poderá descansar adequadamente, poderá parar para comer corretamente, etc.

Além disso, em viagens longas, é interessante optar por dois motoristas para que eles possam se revezar no volante e até mesmo conversar ao longo do caminho, de modo que os dois fiquem sempre “ligados”.

Portanto, em viagens longas, evite viajar sozinho, tenha uma companhia – é menos perigoso e arriscado.

7. Seguro

Por fim, mas não menos importante, contrate um bom seguro para o seu transporte de cargas, afinal, a prevenção é o melhor remédio, e se algo acontecer durante a operação, você não ficará no prejuízo!

Transporte de Cargas