6 Passeios em São Petersburgo para quem gosta de história

Construída pelo czar Pedro, o Grande, São Petersburgo sobreviveu a séculos de passagens históricas completamente turbulentas e violentas.

Assim, conseguiu preservar seu esplendor real, marcado por suas igrejas com cúpula dourada e seus palácios coloridos.

Um passeio pelas ruas da cidade ou ao longo do rio Neva e seus canais permitirá que você explore suas magníficas fileiras de edifícios imperiais convertidos em lojas, restaurantes elegantes e museus.

Entre os muitos tesouros culturais da cidade, visite o Museu Hermitage, que contém milhares de obras de arte, e o Teatro Mariinsky, ainda tão majestoso quanto quando apresentava espetáculos de balé de Tchaikovsky no século XIX.

Pronto para embarcar nessa jornada pela Rússia? Então, confira o nosso guia com 6 pontos imperdíveis de São Petersburgo para quem gosta de história!

1- Uma manhã ao longo de Nevsky Prospekt

O Nevsky Prospekt, que atravessa o centro da cidade por 4 quilômetros, é o coração e a alma de São Petersburgo.

Este antigo passeio para os aristocratas da cidade tornou-se ao longo dos séculos um ponto de compras, restaurantes, artes e cultura.

Além disso, lá você pode pegar livros na Livraria Dom Knigi, localizada na elegante Maison du Livre, ou sentar-se no Singer Café para relaxar um pouco enquanto observa a agitação da rua e a Catedral de Kazansky.

Não há dúvida de que você nunca se cansará de admirar a arquitetura dos edifícios que revestem a principal avenida, em particular o Palácio Anichkov e a Biblioteca Nacional da Rússia.

2- Visite a igreja de Saint-Sauveur-sur-le-Sang-Versé em São Petersburgo

Com suas majestosas cúpulas coloridas perfurando o céu e arquitetura ortodoxa russa, esta igreja histórica no centro de São Petersburgo é imperdível.

Construída no local da tentativa de assassinato do czar Alexandre II em 1881, o edifício apresenta um interior igualmente maravilhoso com mosaicos com temas bíblicos que abrangem mais de 7.000 metros quadrados, pisos de mármore italiano e paredes decorativas de região dos Urais e Altai.

A igreja de Saint-Sauveur-sur-le-Sang-Versé, que não está mais em funcionamento, foi completamente restaurada e convertida em museu do Estado.

Portanto, você pode visitá-lo por uma taxa de entrada de cerca de 250 rublos.

3- Visite o Museu Kunstkamera de Etnologia e Antropologia

Fundado por Pedro, o Grande, em 1714, é o museu mais antigo da Rússia. Entre suas enormes coleções de objetos naturais, está a famosa exposição de “monstros” – espécies preservadas de curiosidades, como fetos com duas cabeças e partes do corpo deformadas.

A intenção da exposição não era chocar, mas suprimir as crenças supersticiosas da época e mostrar que essas mutações estranhas são esquisitices naturais que têm explicações científicas.

Enquanto muitos o visitam por suas curiosidades, o museu também abriga uma grande coleção de artefatos culturais de todo o mundo, além de uma fascinante exibição astronômica com mecanismos de relógio, telescópios e lunetas.

4- Conheça o Palácio e Jardins Peterhof de São Petersburgo

Localizada cerca de 30 quilômetros a oeste de São Petersburgo, a Peterhof Estate, construída por Pedro o Grande, serviu como residência de verão da família real por dois séculos até a Revolução Russa de 1917.

Este vasto complexo composto por esplêndidos palácios barrocos, estátuas de ouro, jardins e museus é agora um Patrimônio Mundial da UNESCO.

O Grand Palais é o edifício mais espaçoso da propriedade, com seus 30 quartos cheios de pinturas de valor inestimável e móveis artesanais, incluindo armários de porcelana importados da China.

A melhor época para visitar Peterhof é de maio a outubro, quando suas 150 fontes estão em uso, incluindo a famosa Fonte Samson, com seu jato de 20 metros saindo da boca de um leão.

5- Jantar real no restaurante czar

Este restaurante elegante, alojado em um edifício histórico maravilhosamente preservado, é uma oportunidade única de se deliciar com um jantar adequado à realeza russa.

Afinal, o Czar é conhecido por seu serviço impecável, cardápio de degustação de caviar e pratos tradicionais, incluindo estrogonofe de carne, frango à Kiev e costeletas de Pozharskaya.

A cozinha é supervisionada pelo chef Roman Vasilyev, conhecido por sua interpretação moderna da cozinha imperial russa.

Jantar neste local decorado com lustres e antiguidades, em mesas à moda antiga com toalhas de mesa brancas e copos de cristal, sem dúvida fará com que você sinta que está voltando aos dias em que este edifício centenário era o lar de celebrações da alta sociedade, durante as quais poetas e artistas se misturavam com a aristocracia.

É uma culinária muito diferente da brasileira. Por isso, se você fizer uma viagem à Rússia, não deixe de provar os pratos típicos deste país.

E por que não no Czer, um dos restaurantes mais conhecidos de São Petersburgo?

6- Visite o Museu Hermitage

Instalado em 5 edifícios interconectados, o Hermitage abriga uma quantidade impressionante de obras de arte, que variam do ouro cita do século VII a.C. a obras-primas como as de como Leonardo da Vinci, Monet, Van Gogh, Matisse ou Picasso.

Após a exibição da coleção de arte pessoal de Catarina, a Grande, no Petit Ermitage, adjacente ao Palácio de Inverno em 1764, o museu cresceu gradualmente para apresentar hoje cerca de 3 milhões de peças.

Sim, você leu corretamente: são mais de 3 milhões de peças à exposição!

Com tanto para ver neste museu, é impossível explorar tudo em um dia.

Felizmente, existem visitas guiadas para explorar os principais pontos e as filas podem ser puladas através da compra de ingressos online com antecedência. Como é um ponto muito visitado, se você quiser ir até lá, recomendamos comprar o seu bilhete com antecedência!

Gostou dos 6 passeios imperdíveis para quem gosta de arte e história? Saiba que se você quiser passar mais do que 90 dias na Rússia, será necessário tirar o seu visto. Acesse esse link e saiba como conseguir o seu!

6 Passeios em São Petersburgo para quem gosta de história