Curso de inglês on-line: passo a passo para estudar e ter disciplina

Conhecimento do idioma pode trazer melhores oportunidades no mercado de trabalho e na vida social

Quem decide aprender um novo idioma sabe que dedicação é fundamental. E quando se fala do estudo a distância, essa qualidade se faz ainda mais importante. Afinal, o único responsável por “cobrar” o empenho nos estudos é o próprio estudante.

Disciplina e organização são fundamentais para o aluno que se propõe a fazer um curso de inglês on-line. Porém, na prática pode não ser tão fácil. Algumas dicas de estudo ajudam a acompanhar o conteúdo e garantir que o aprendizado seja eficiente de fato.

Em meio a um cenário pandêmico, o período de distanciamento social acelerou tendências que já estavam em curso há alguns anos, como a busca pelo ensino remoto. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a procura pela aprendizagem do inglês a distância contou com um aumento de 59% em 2020 em comparação com anos anteriores.

Língua mais falada do mundo, o inglês é informalmente considerado o idioma oficial dos negócios empresariais e do turismo. Segundo o IBGE, porém, apenas 5% da população brasileira tem conhecimento da língua e menos de 3% é fluente.

Alguns motivos que levam as pessoas a buscar por cursos são a necessidade de melhorar a capacitação profissional, incrementar o currículo e aumentar as chances de inserção no mercado de trabalho.

Para que seja possível realmente aprender o idioma pela internet, é importante estar atento a alguns passos. A partir deles, consegue-se manter o foco e desenvolver habilidades como ler, escrever, ouvir e falar em inglês.

Escolha um curso que combine com o seu perfil

O primeiro passo para quem busca se organizar nos estudos on-line é escolher um curso que combine com o seu perfil. É preciso verificar a dinâmica das aulas, os horários, identificar o nível adequado para cada estudante e procurar se informar sobre a qualidade dos professores envolvidos.

Pesquise se as aulas oferecidas são ao vivo ou gravadas, por exemplo. O curso gravado é uma opção interessante para quem tem pouca disponibilidade de horário e só consegue se dedicar a atividades extras em momentos específicos.

A gravação possibilita ao aluno encaixar a aula na hora mais oportuna — à noite, em intervalos ao longo do dia, em filas e em outras atividades do cotidiano.

Já o curso ao vivo é permite tirar dúvidas e interagir com professores e outros alunos, participando e ajudando a moldar a aula.

Além disso, esse modelo faz com que o aluno se organize para estar presente sempre num mesmo horário. É uma oportunidade de se manter disciplinado e não se render a distrações da rotina, remarcando aulas ou deixando material acumulado.

Estabeleça uma rotina de estudos

Assim que o curso for escolhido, deve-se estabelecer uma rotina de estudos. Contar com o auxílio de uma agenda, seja ela física ou on-line, pode ser uma alternativa para visualizar todos os compromissos da semana e incluir a dedicação ao inglês, separando momentos exclusivos para o aprendizado.

É recomendado reservar alguns minutos antes e depois do horário marcado e ao longo dos dias para o estudo. O momento anterior à aula pode ser utilizado para revisar o conteúdo trabalhado até então e anotar dúvidas para esclarecer com o professor.

Depois do curso, o aluno pode se dedicar por alguns instantes a memorizar, praticar e fixar o conhecimento adquirido. Ao longo dos dias, a dica é revisar o material disponível sempre que possível e treinar as palavras ou temas da vez.

Dedique momentos para a prática

Toda e qualquer oportunidade que o aluno tenha de praticar o inglês deve ser aproveitada em seu processo de aprendizagem. A escrita e a pronúncia são aprimoradas com a prática.

Além disso, o listeningpode ser uma atividade treinada de maneira divertida e imersiva com podcasts, músicas e audiobooks em inglês.

Trace pequenas metas

O passo 4 pode servir de manutenção dos estudos do idioma no curto, médio e longo prazos. Isso porque o estudante busca estabelecer novos objetivos assim que os antigos são alcançados. Além disso, essa é uma forma de se manter motivado nos estudos e na prática da língua.

No início, é importante dividir o objetivo maior — que pode ser o de alcançar a fluência em inglês, por exemplo — em etapas menores. Aprender de cinco a dez palavras novas por semana, avançar de nível a cada seis meses e ouvir materiais no idioma pelo menos duas vezes por semana são algumas dicas.

você pode gostar também

Este site usa cookies para melhorar sua experiência, você pode optar por não participar, se desejar. AceitarLeia mais