Como a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia

Diferente de outros continentes, a África apresentou índices de transmissão e mortalidade da Covid-19 baixos. Entender como a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia ajuda a conhecer políticas sanitárias que podem funcionar em outros países.

África

A situação da África na pandemia


De acordo com dados da Agência Brasil, a taxa de incidência da doença no continente africano está em 125 casos a cada 100 mil habitantes.

Esse número é bastante baixo, especialmente quando comparado com outros países. No Brasil, por exemplo, em outubro de 2020 essa taxa era de 2.258 a cada 100 mil habitantes.

Mas o que explica esse panorama de transmissão da doença? Como a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia no continente?

Os especialistas e cientistas apontam diferentes razões para a situação positiva do continente.

Após ter passado por grandes epidemias, como o Ebola, a África possui planos de emergência contra doenças transmissíveis prontos. Isso foi fundamental para controlar o Covid-19 no início da pandemia.
 
Investiga-se ainda se a epidemia do Ebola deu aos habitantes uma resistência maior a outras doenças, com anticorpos que permitem que o coronavírus não se espalhe com tanta facilidade.

Além disso, a população da África é jovem e a maioria das pessoas não viaja para o exterior com frequência, o que impede que a doença seja trazida por viajantes.

Mas, certamente, medidas restritivas estabelecidas pelos governantes africanos colaboraram para o baixo índice de transmissão e mortes.
 

Destinos turísticos mais controlados


Quem se pergunta como a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia no continente, vai encontrar uma boa resposta nas medidas de controle adotadas na entrada dos países.

Ainda que os países não tenham ficado fechados por muito tempo, os destinos turísticos mais famosos do continente adotaram políticas de entrada um pouco mais restritas.

Existem países que exigem o resultado negativo no teste de Covid-19 e uma quarentena de alguns dias.

Grandes centros, como Luanda, possuem várias opções de hospedagens para ter essa quarentena com o máximo de conforto. Além disso, os melhores hotéis em Luanda seguem normas rígidas de proteção sanitária.

É sempre aconselhável procurar informações sobre o país de destino antes de comprar sua passagem. Mas, no geral, a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia no continente e se mostra uma ótima opção de turismo.
 

Políticas que funcionaram na África


Como a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia no continente, é interessante conhecer e analisar quais foram as atitudes tomadas que impactaram positivamente e resultaram no cenário atual.

Uma das políticas adotadas pela África que mostrou-se ser efetiva foi o fechamento das fronteiras logo no início da pandemia.

Países como o Egito, por exemplo, que recebe um alto número de turistas anualmente, ficou com o tráfego aéreo fechado por um bom tempo.

Ainda assim, a partir da reabertura do Egito, o país registrou taxas altas de mortalidade pelo Covid-19, que pode ser relacionado com a entrada de turistas na região.

Além disso, vários países da África se propuseram a rastrear e acompanhar os habitantes que tiveram experiências no exterior. Isso ajudou a controlar a transmissão da doença, vinda de outras nações.

O confinamento obrigatório, nacional ou regional, em mais de 20 países da África também foi fundamental para conter o avanço da doença, especialmente em regiões como a África do Sul, que foi uma das mais afetadas pelo vírus.

Todas essas atitudes, somadas às características dos habitantes e do continente em si, fazem da África uma boa surpresa em relação ao avanço da Covid-19.

Com cientistas estudando como a África conseguiu amenizar os efeitos da pandemia no continente, é possível que as nações troquem conhecimento, algo fundamental para a saúde mundial agora e no futuro.

Assim, ao compartilhar aprendizados, toda a população é beneficiada e podemos ter uma expectativa positiva para os próximos anos.
Postagem Anterior Próxima Postagem