Quanto custa abrir uma loja virtual?

Abrir uma loja virtual pode parecer um bicho de sete cabeças no início, mas nada é tão complicado que nossas dicas não resolvam! Os gastos, de início, podem parecer confusos ou até exorbitantes, mas cada um possui seu motivo.

Por isso, para ajudar você a abrir uma loja virtual de sucesso, preparamos esse artigo no intuito de explicar quais são os principais passos e quais ferramentas são úteis para alcançar bons resultados, e quem sabe, colocar seu site no topo do Google sem pagar por campanhas.

como abrir loja virtual

Diferenças entre sites gratuitos e sites pagos

Ao pensar em abrir uma loja virtual, a primeira coisa que se deve ter em mente é criar um site para vendas e se esse site será construído por vias pagas ou gratuitas. Contudo, antes de tomar uma decisão é importante entender quais as diferenças entre esses dois tipos.

 

Plataformas gratuitas

O site gratuito, por exemplo, é criado a partir das plataformas WordPress ou Wix, que são bastante conhecidas por usuários.

Apesar de serem boas para o bolso de quem está no começo e provavelmente não tem muito dinheiro para investir, possuem desvantagens em relação a recursos.

Quando o site chega a patamares maiores ele precisará de recursos mais avançados para manter o site otimizado para o usuário.

Muitas vezes as versões gratuitas podem ter limitações que façam o investimento em versões pagas nessas mesmas plataformas ou em outras seja necessário.

Logo, se o usuário tiver o objetivo de aumentar vendas pela internet, ele dificilmente conseguirá com as versões gratuitas nessas plataformas depois de o site crescer muito.

Plataformas pagas

Abrir uma loja virtual através de sites pagos possibilita uma personalização mais ampla do site, bem como uma gama mais completa de serviços oferecidos pela plataforma.

Isso porque envolve templates e outros recursos mais completos e com maior capacidade de personalização.

plataformas pagas wordpress

Afinal, quanto custa abrir uma loja virtual para sua empresa?

Assim como outros serviços dependem de diversos fatores para serem precificados, ao abrir uma loja virtual não é diferente.

Isso porque é necessário ponderar uma série de estágios que entram na conta quando decidimos abrir um site, como quem irá desenvolver aquele site, qual será sua funcionalidade e onde ele será hospedado.

No caso da loja virtual, ela acaba por sair um pouco mais cara, por exemplo, do que um site institucional que pode ser bem mais simples.

Isso porque, para que ela seja suportada, sua hospedagem deve ser de melhor qualidade, além de necessitar de diversas funcionalidades específicas.

Em relação aos profissionais que tratarão do seu site, é importante ter em mente que freelancers, por exemplo, cobrarão um preço diferente das agências.

Entretanto, esse segundo grupo pode ter um maior grau de confiabilidade que fará o serviço com mais excelência, visto sua capacitação e equipe especializada.

Portanto, como dito, tudo vai depender da sua demanda e orçamento disponível.

 

Hospedagem e domínio entram em conta

Todo site, independente de seu conteúdo, necessita de domínio e hospedagem, isso porque eles funcionam como se fossem, basicamente, o imóvel que contém o espaço físico e seu respectivo endereço onde ele se encontra.

Abrir uma loja virtual também necessita de um espaço virtual para colocá-la em circulação e um endereço.

 

Domínio

O domínio, primeiramente, deve possuir ser comprado em plataformas de venda e devem ser escolhidos com base no nome da marca ou do nicho trabalhado. Lembrando que cada endereço é único.

Eles podem ser internacionais ou nacionais (como os brasileiros que terminam em .br.). Anualmente é necessário pagar um valor para mantê-lo em sua propriedade. Caso essa anuidade expire e não seja renovada, outra pessoa pode comprar o domínio que foi seu.

 

Hospedagem

A hospedagem, por sua vez, armazena o site da loja e os arquivos de sua loja online para que qualquer pessoa possa acessá-la posteriormente.

Aqui, a dica é escolher uma boa hospedagem, que garanta a constância do seu site e o suporte caso aconteça algum problema, como travar ou ficar lento.

Por essa razão, os planos variam, já que a qualidade e o espaço da hospedagem determinará seu preço.

Hospedagem gratuita é uma das opções para quem está começando e tem pouco acesso pode ser uma possibilidade.

No entanto, na medida que os acessos aumentaram haverá a necessidade de se investir em um servidor pago com maior suporte e espaço.

Assim, a prioridade deve ser, quando possível, optar por serviços profissionais para ter seus dados resguardados.

 

Existem gastos com desenvolvimento e layout

O desenvolvimento e o layout também constam nos gastos ao começar uma loja virtual. Para definir quanto custará essa etapa, é importante ter em mente quem fará o serviço: você mesmo, um freelancer, uma agência?

É importante que o site atenda as necessidade do seu negócio e seja otimizado para dar uma ótima experiência aos usuários aumentando assim a possibilidade de conversão.

Também podem ser necessários plugins, já que eles são ferramentas que ajudam na otimização quando utilizados com parcimônia para alcançar todas as funcionalidades que a loja necessitará.

A licença de cada um deles pode ser paga ou não, então é outra variante que deve ser considerada.

 

Produção de conteúdo também deve ser levada em conta

Abrir uma loja virtual não necessariamente significa apenas colocar produtos à venda.

Toda loja, para ajudar no tráfego orgânico e aumentar o número de vendas, pode optar por uma área de blog em que serão tratados temas relacionados ao que se vende: acessórios, insumos, artesanatos, etc.

Dessa forma, a produção dos textos de venda e relacionados é uma parte muito importante por possibilitar um melhor ranqueamento do site em plataformas de buscas.

Gerenciar uma loja não é fácil: preparar os pedidos, levar ao correio, lidar com clientes, com o site, as redes sociais e ainda produzir conteúdo.

E para te auxiliar na técnica de Guest Post, apresentamos à você a 1º Plataforma de Guest Posts do Brasil!

Dentro da Plataforma Guest Posts é possível que você encontre grandes parceiros com sites de excelentes métricas, e consequentemente, conciliar parcerias de conteúdo.

Entenda melhor sobre Guest Posts o que é e construa autoridade para sua marca, popularidade para o seu site, reconhecimento em seu nicho de mercado e ainda consiga aumento em seu tráfego orgânico.

Outros recursos devem ser considerados

Além de tudo isso, é bom levar em consideração alguns outros recursos que são utilizados na hora de abrir uma loja virtual, como os já mencionados plugins, alguns aplicativos e serviços que você pode querer utilizar para complementar algo dentro do site. Fora isso, existe a manutenção da qual falaremos mais à frente.

manutencao site

Qual o valor da manutenção mensal de uma loja virtual?

A manutenção é outro custo importante que deve ser importante ao abrir uma loja virtual, visto que, assim como qualquer outra coisa na internet que precise de manter em funcionamento, os sites também necessitam de atualização.

Ela é uma forma de manter a loja sempre segura (tanto para o empresário quanto para os clientes), com navegação rápida e fluida, sem travar ou ficar fora do ar, por exemplo, quando existirem altas demandas. Além disso, a manutenção também visa a correção de bugs e remoção de vírus que podem ser prejudiciais para seu negócio.

O ideal é pesquisar empresas que trabalham com esse tipo de serviço (de preferência, adquirir um pacote com todos os recursos já em conta ajuda bastante). Dessa forma, manter a sua loja virtual se torna mais seguro.

 

Quanto custa manter uma loja virtual em funcionamento?

Agora que você já sabe quais são os principais gastos para criar e manter uma loja online ativa e em perfeito funcionamento, vamos comentar sobre alguns outros recursos que podem ser integrados para ajudar na relevância do seu site. Especialmente aqui vêm as facilidades que podem ser promovidas por empresas contratadas:

 

  • Integração do seu site com sistemas de outras empresas;
  • Existe a possibilidade de uma cobrança por assinatura;
  • Possibilidade de produzir conteúdos em outros idiomas;
  • Há possibilidade de seu site possuir afiliados;
  • Otimização de mecanismos de busca para auxiliar o funil de vendas.

A partir disso, responder quanto custa manter uma loja virtual no ar é uma tarefa complexa: depende das suas demandas e ticket de investimento. Isso porque a seleção dos tópicos anteriores pelo comerciante – que vai escolher um por um de acordo com sua necessidade – vai levar a custos específicos. Inclusive o preço do dólar influencia, já que muitas ferramentas utilizam essa moeda.

A média, portanto, pode ser de sites que cheguem a um custo 0 (se forem hospedagem e domínio gratuitos, se o empresário optar por construí-lo sozinho…) até perpassar entre R$50,00, R$ 2.000 e R$ 10.000. Por isso, é importante selecionar são só ferramentas de qualidade, mas focar no que você pode pagar no momento e, se for o caso, melhorar ao longo do tempo.

 

Dicas para sair na frente da concorrência

Depois de já ter decidido os gastos ao abrir uma loja virtual, ter todos os processos analisados e, por fim, colocar tudo em prática para erguer seu site, ainda é necessário realizar outras estratégias para ganhar autoridade perante os buscadores e alcançar o topo do Google para prospectar clientes ao ficar na frente de seus concorrentes.

Não basta apenas colocar à venda seus produtos na loja, já que é necessário chamar a atenção do algoritmo para que ele entregue para mais pessoas aquilo que você está disposto a vender: quando futuros clientes pesquisarem pelo que você vende no Google, ele entregará seus resultados e fará com que você seja reconhecido e prospere em vendas.

 

Algumas estratégias para alcançar o topo dos mecanismos de busca

Dito isso, é possível tornar-se especialista no seu nicho de vendas e aumentar o tráfego orgânico, através da conquista de um público mais engajado. Para citar brevemente, essas técnicas incluem:

 

  • Ter um site com boa navegabilidade (por isso a importância de optar por ferramentas corretas e profissionais capacitados para cuidar de sua loja virtual);
  • Utilizar mídias diferentes com um uso correto de palavras-chave que apontem para seu conteúdo;
  • Compartilhar o conteúdo do site nas redes sociais para angariar tráfego orgânico;
  • Fazer uso de Guest Posts para produzir conteúdos diversos (desde a criação de postagens de qualidade para o blog quanto na descrição dos produtos do site, por exemplo);
  • Estratégias de SEO para engajar e alavancar o conteúdo da loja;
  • URLs otimizadas para facilitar o acesso do público, dentre outros aspectos.

O motivo principal para que tudo isso seja necessário – e realmente traga resultados – é porque o algoritmo sempre quer proporcionar aos seus usuários as melhores experiências enquanto navegam na internet. Logo, é necessário pensar tanto nele quanto nos próprios clientes.

quanto custa abrir uma loja virtual

É mais vantajoso abrir uma loja virtual de forma paga ou gratuita?

Em resumo, ambas as formas de abrir uma loja virtual possuem vantagens. No caso das lojas gratuitas, a maior vantagem é justamente o custo zero, já que nem todas as pessoas possuem dinheiro de início para investir em seu próprio site personalizado. Se a pessoa possuir conhecimento na área é ainda melhor.

Contudo, um serviço pago possui ainda o benefício de ser mais completo e personalizável a respeito de aspectos internos e externos da loja (como o design, layout), como também podem dar uma maior suporte caso algo não funcione como deveria.

Logo, se for necessário começar de forma gratuita, mas com possibilidade para evoluir para um conteúdo pago de qualidade, é uma boa opção a longo prazo fazer essa adaptação.

 

Conclusão

Agora que você já sabe tudo o que é necessário para abrir uma loja virtual, aproveite para começar suas pesquisas e aposte na internet para ajudar a expandir seus lucros!

Caso tenham dúvidas, é só comentar aqui em baixo. Será um prazer respondê-los!

E não se esqueçam de conferir os melhores insights Guest Posts para potencializar sua estratégia de ranqueamento no Google.

Um grande abraço e bons negócios!