concurso do INSS

Vai ter concurso do INSS em 2021?

Saiba qual é a previsão para o edital do concurso do INSS, um concurso que geralmente abre muitas vagas.

No último dia 31 de agosto, o texto do Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) foi entregue ao Congresso Nacional com a solicitação de um novo concurso do INSS. Com isso, é possível afirmar que o concurso INSS 2021 não irá acontecer.

O INSS segue aguardando a autorização do Ministério da Economia para 7.575 oportunidades (inicialmente eram 10 mil vagas). Destas, 6.004 vagas devem ser destinadas para o cargo de Técnico e 1.571 para o cargo de Analista.

Previsão para o edital

Até o momento, o INSS contabiliza cerca de 23 mil cargos vagos — a maioria para a função de Técnico do Seguro Social. Com a autorização do concurso, os preparativos devem começar ainda este ano, porém o edital só será publicado no ano que vem.

De acordo com os dados publicados em fevereiro, há 14.184 cargos de Técnico do Seguro Social ocupados e 20.047 disponíveis. Já o cargo de Analista do Seguro Social tem 4.402 vagas preenchidas e 2.372 livres.

O que estudar para o concurso do INSS?

No último concurso do INSS, cujo edital foi publicado em 22 de dezembro de 2015, foram cobradas 120 questões objetivas, do tipo CERTO ou ERRADO, sendo 50 de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos. Sua divisão ocorreu da seguinte forma:

  • Língua portuguesa e redação oficial (15);
  • Regime Jurídico Único (RJU) e Ética (12);
  • Raciocínio Lógico Matemático – RLM (06);
  • Constitucional (03);
  • Administrativo (09);
  • Informática (05);
  • Seguridade Social —  Assistência social e previdenciária (70).

O antigo edital completo pode ser visualizado neste link. Portanto, enquanto o edital oficial não for lançado, os estudos devem se basear na última prova e, consequentemente, nas matérias listadas acima.

Carreiras e salários no INSS

Os vencimentos totais dos servidores do INSS são constituídos por quatro parcelas. São elas:

  1. Salário básico;
  2. Gratificação de Atividade Executiva (GAE);
  3. Gratificação de Atividade de Desempenho de Atividade do Seguro Social (GDASS);
  4. Bônus de produtividade.

Técnico do Seguro Social

O salário base é a menor parte dos ganhos do Técnico do INSS: os iniciantes recebem R$ 712,61 e os veteranos ganham R$ 1.102,02. Já a GAE corresponde a 160% do salário básico: R$ 1.140,18 para os iniciantes e R$ 1.763,23 para os veteranos.

Enquanto isso, a GDASS é a parcela maior do salário: o iniciante recebe R$ 3.595,00 e o veterano ganha R$ 6.234,00.

Os valores das remunerações para a função de Técnico iniciante somados chegam ao total de R$ 5.447,79.

Analista do Seguro Social

Assim como ocorre com o cargo de Técnico do Seguro Social, o salário base do Analista também corresponde à menor parcela da remuneração total: os iniciantes ganham R$ 992,72 e os veteranos recebem R$ 1.467,61.

A GAE também corresponde a 160% do salário básico: os iniciantes podem ganhar até R$ 1.588,35 e os veteranos, R$ 2.348,18. Já a GDASS corresponde a R$ 5.776,00 para os inciantes e chega a R$ 9.128,00 para os veteranos.

Somadas as partes, a remuneração de um Analista do Seguro Social iniciante chega ao total de R$ 8.357,07.

Bônus de produtividade

A bonificação por produtividade faz parte de uma estratégia para descobrir possíveis subterfúgios fraudulentos no pagamento de benefícios do INSS. Ela foi criada pela Medida Provisória (MP) 871/2019 e editada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Tanto os Técnicos quanto os Analistas recebem uma bonificação de R$ 57,50 por cada processo concluído, assim como os Peritos ganham R$ 61,72 por cada perícia efetuada.

A princípio, o programa terminaria no fim de 2020, mas foi prorrogado até o final de 2022.