Moto com superaquecimento

Moto com superaquecimento? Saiba o que fazer

Seja devido a complicações com o óleo ou com a válvula termostática, listamos aqui as principais causas desse problema.

Um motor de moto só funciona corretamente quando está quente, porém se ficar muito quente, pode ser um sinal de problemas. Para saber se sua moto está com superaquecimento é necessário conhecer as principais causas e aprender a agir quando isso ocorrer.

As motos possuem sensores que saem de diversas partes da sua mecânica e ao andar você precisa estar atento. São mais de 30 pontos desses sensores que indicam a temperatura da sua motocicleta e eles se localizam nos freios, escapamento da moto, motor e pneus. Assim como qualquer veículo, ela possui uma sensação térmica ideal para trabalhar e quando isso estiver acima ou abaixo, indica que algo está errado.

O princípio é basicamente igual a um alimento ou bebida que precisam estar nas temperaturas certas. Digamos que você irá tomar uma sopa, ela necessariamente precisa estar quente para poder saborear, enquanto uma cerveja precisa estar gelada, chegando a 4ºC que é indicado. Com as motos, assim como os alimentos, a temperatura precisa ser ideal, portanto os sensores são extremamente importantes nesse cenário.

Com tudo isso, o motor de uma moto é planejado para trabalhar em temperaturas elevadas, isso porque quando ele ainda está na prancheta, as folgas são estabelecidas para o metal já dilatado, onde a circulação de óleo ou água estão quentes também. O motor que é ligado e funciona por muitas horas, possui um tempo de vida menor dos que são desligados frequentemente, pois ao aquecer os desgastes são maiores.

Diversos fatores podem indicar um superaquecimento da sua moto, às vezes pode ser um problema no óleo, algum problema de válvula termostática ou simplesmente muito tempo de uso. Listamos aqui algumas causas que podem indicar uma temperatura elevada no motor da sua moto.

Falta de óleo

Quando sua moto indicar um superaquecimento, é importante que monitore o nível de óleo do motor e a condição do radiador, observando se possui algum vazamento na estrutura ou dano. O baixo nível pode causar o superaquecimento, pois o calor retirado do motor para o óleo é maior que a quantidade disponível para essa função. O ideal é se orientar e ler o manual da sua moto para consultar as recomendações de troca.

Problema na válvula termostática

Outro motivo que pode indicar um superaquecimento é o problema na válvula termostática que em alguns casos, porém menos prováveis, se fecha e impede a passagem da água para o motor. Quando isso ocorre, o motor não realiza a troca de calor e acaba superaquecendo. O ideal é verificar se a água se mantém junto ao fluido de refrigeração, pois ela resguarda a válvula de defeitos a longo prazo.

Mistura ruim na câmara de combustão

A mistura pobre ocorre quando a quantidade de ar na mistura com o combustível é bastante superior, o que acaba desequilibrando a relação com ele. Quando isso ocorre, deve-se verificar o problema de entrada do ar, pois quando uma motocicleta possui essa mistura desequilibrada, ocasiona o superaquecimento.

Outras causas mais difíceis

Vazamento na Bomba d’água

Um dos problemas que podem também ocasionar um superaquecimento é o vazamento da bomba d’água, pois a mesma auxilia justamente no esfriamento do motor. O recomendável é sempre checar o funcionamento dessa bomba com um especialista e caso seja necessário, trocar.

Troca de aditivos

Os aditivos também possuem a função de garantir a eficiência da temperatura ideal do motor, portanto deve-se estar atento a esse problema. Cada moto sai de fábrica com prazos para troca desses aditivos e caso sua moto esteja superaquecendo, o recomendado é fazer a troca com um especialista.