guardar estoque

Como guardar o estoque da sua empresa? Veja dicas

As formas de guardar estoque são importantes para acompanhar os entregáveis da empresa e entender o que tem mais vazão, além de garantir a qualidade do produto. 

Para guardar o estoque da sua empresa, seja para móveis, roupas ou até mesmo objetos mais sensíveis, é importante ter um espaço adaptado, que suporte a quantidade de mercadorias que são comercializadas.

Porém, com o crescimento dos e-commerces, muitos negócios deixaram de ter um armazém próprio e passaram a investir em outros modelos e estratégias de estoque, como o Self Storage ou Dropshipping. 

Se você ainda está em dúvida sobre qual a melhor opção para guardar o estoque da sua empresa, veja neste artigo algumas alternativas que o mercado oferece, além da importância de armazenar bem as mercadorias.

Continue aqui e acompanhe!

Qual a forma adequada para guardar estoque?

Guardar estoque da forma adequada é importante para conservar as mercadorias. Empresas que não possuem um espaço adaptado para isso correm o risco de perder o produto pelo armazenamento incorreto.

Lojas virtuais que vendem roupas, por exemplo, não podem deixar as peças guardadas em espaços úmidos, com poeira ou algum outro tipo de sujeira. Além de danificar o tecido, pode também impregnar algum cheiro que desagrade os compradores..

Com o aumento dos e-commerces no Brasil e no mundo, esse problema tem se estendido cada vez mais. As pessoas abrem seu próprio negócio, porém não procuram guardar o estoque da maneira mais apropriada.

O resultado é fatídico: produtos com defeitos, que podem deixar o consumidor final insatisfeito. Por isso é importante ter um espaço adequado para guardar estoque.

Existe algum critério para guardar o estoque?

Existem critérios de organização que são muito importantes para guardar estoque. Ao aplicá-los, os responsáveis pela separação dos produtos que foram vendidos têm menos dificuldade de achar a mercadoria.

Algumas práticas são essenciais para ter esse controle, como: 

  • Categorizar os produtos de acordo com o segmento, como feminino, masculino e infantil (por exemplo)
  • Criar códigos de identificação para tamanhos, cores e outras características que diferenciam as mercadorias
  • Fazer inventário para acompanhar o número de vendas e entender se o estoque dentro da loja realmente bate com as contas
  • Anotar toda entrada e saída do estoque, para ter controle fidedigno com o que é comercializado pela empresa.

Esses quatro passos são considerados básicos para a organização de um estoque, porém fazem total diferença na hora de deixar o espaço bem administrado.

Onde guardar o estoque da minha empresa?

Um problema muito frequente principalmente entre as empresas que trabalham só no meio digital é a forma como guardar o estoque.

Os e-commerces não exigem que exista uma empresa física, apenas uma sede administrativa (que pode ser até sua casa). Assim, os empresários nem sempre têm um espaço adequado para armazenar o que vende no seu comércio online.

Mas esse problema pode acontecer também com lojas físicas, que estão com pouco lugar para guardar estoque e que não querem investir em um novo armazém.

Por isso, separamos três soluções interessantes para o seu estoque:

1. Armazém próprio

Se você tem uma loja digital e não sabe mais onde colocar os seus produtos, uma opção é fazer o seu próprio armazém. Mas isso não significa necessariamente que você precisa de um espaço alugado e nem nada disso.

Na sua própria casa, se houver algum cômodo vazio, pode servir como local para guardar o estoque. A intenção é você separar esse espaço para reformá-lo, adaptando-o de acordo com as exigências do seu produto.

Se você vende doces, é primordial ter uma geladeira e prateleiras bem higienizadas para guardar todos os produtos. Potes, máquinas de vedação e itens como esses precisam estar dispostos para ajudar na organização.

2. Self Storage 

Se você não quer gastar dinheiro reformando um espaço e tendo que cuidar dele, uma opção é o Self Storage.

Na tradução, o nome significa auto armazenamento. A prática nada mais é do que alugar um espaço voltado para guardar estoque e deixar os seus produtos armazenados. A segurança, o controle e outras atividades são de responsabilidade da locatária.

Nessa ocasião, você não precisa gastar dinheiro ajeitando o espaço. Basta analisar se aquele local serve para o seu estoque e deixar os produtos ali guardados.

3. Dropshipping

Por fim, o dropshipping é uma forma de “não armazenar” os produtos vendidos pela sua loja e nem precisar de espaço para guardá-los.

Esse é um método de vendas, em que o consumidor faz a compra na sua loja, mas o responsável pelo armazenamento e envio é o fornecedor. A sua responsabilidade é apenas comercial, o restante fica sob a responsabilidade de terceiros.

É uma prática interessante para quem está iniciando no mercado, porém exige muito cuidado. Apenas fornecedores de extrema confiança podem participar do dropshipping.

Conclusão

Apesar de muitas empresas deixarem essa tarefa de lado, a forma como você guarda o estoque diz muito sobre o cuidado que tem com o seu negócio. 

Se o seu armazém próprio está sempre bagunçado, as chances de algum produto ficar em excesso ou até mesmo ser entregue errado para o consumidor são grandes.

Caso a sua empresa ainda não tenha capacidade de administrar todo o estoque, a dica é terceirizar esse serviço através do Self Storage ou pelo método de vendas dropshipping. 

Se não houver esse cuidado, as chances do seu negócio ser afetado pela falta de organização são certeiras.