Qual que é a qualidade do e-commerce no Brasil?

Saiba quais são os números que contribuem para a classificação do e-commerce no Brasil e como é feita essa avaliação!

Com o aumento das oportunidades de conexão à internet nos últimos anos, as facilidades que a rede mundial de computadores nos apresentou foram sendo cada vez mais lapidadas e melhoradas com o passar dos anos, ainda mais com um período de isolamento que acelerou ainda mais esse processo em algumas áreas. A área do comércio online foi uma delas.

O que é e-commerce?

A expressão da língua inglesa “e-commerce” ganha popularidade a cada ano que passa, mas poucos têm o conhecimento do significado dessa expressão. A expressão “e-commerce” é a junção das palavras “eletronic” e “commerce”, que juntas carregam o significado na nossa língua pátria de “comércio eletrônico”.

Portanto, o e-commerce é definido como toda e qualquer forma de se fazer uma venda por meio de internet, por isso é comum ouvirmos pessoas dizendo em “criação de e-commerce”. Sites de marketplace, sites de lojas específicas, sites de atacadistas, grupos de redes sociais para vender coisas, entre qualquer outra ferramenta na internet utilizada para vender um produto e/ou serviço pode ser considerado um e-commerce.

Como é avaliada a qualidade do e-commerce no Brasil?

A avaliação é feita de maneira organizada, esta organização é feita pelo EQI (E-commerce Quality Index), iniciado em 2018 como um piloto para avaliar a qualidade do comércio eletrônico no Brasil.

Na primeira edição, feita em 2018, foram avaliadas mais de dois milhões de páginas de produtos pertencentes a 57 sites de e-commerce no Brasil, entre esses sites estavam gigantes do comércio eletrônico nacional como Americanas, Fast Shop, Netshoes, Casas Bahia, entre vários outros sites conhecidos da população brasileira por lojas físicas ou ótimos trabalhos de marketing digital.

Critérios de avaliação

Como toda avaliação que tenha o mínimo de credibilidade, existem vários critérios de avaliação pré-estabelecidos pelos pesquisadores. Neste caso, os critérios para avaliação do e-commerce no Brasil foram:

  • Qualidade da imagem do produto ofertado;
  • Tamanho da descrição do produto ofertado, levando em consideração o número de palavras usadas;
  • Média das notas de avaliação dos produtos por parte dos consumidores;
  • Quantidade de comentários de consumidores;
  • Nota média entre número de título e cadastro do produto em determinada categoria.

Essa avaliação é feita com os critérios acima, os avaliadores atribuem notas de zero a cem em cada categoria, o EQI recomenda aos consumidores comprarem em sites com nota média de no mínimo 60 pontos.

Como o EQI avalia sites ao redor do mundo todo, há a pesquisa individual para classificar cada site em vários países, isso contribui para que o site avalie a situação que o e-commerce se encontra em cada país.

Para a nossa sorte, o EQI classificou o e-commerce brasileiro como o segundo melhor do mundo, ficando atrás apenas do comércio eletrônico dos Estados Unidos, a nossa nota média de todo o comércio eletrônico avaliado foi de 40,1 pontos, enquanto o e-commerce estadunidense foi classificado com 56,9 pontos, uma diferença grande de 19,5 pontos entre Brasil e Estados Unidos.

Porém, a nossa avaliação não é ruim, traçando comparativos com os números dos outros países do nosso continente, o Brasil aparece com uma nota superior à média do continente, e a disparidade é superior a 25%, pois o Brasil possui 40,1 pontos enquanto os outros países do nosso continente aparecem com apenas 31,7 pontos.

Mas por outro lado, o e-commerce do nosso país é “carregado aos ombros” de grandes sites, pois a porcentagem de sites considerados confiáveis pelo EQI (acima de 60 pontos) é de apenas 4,3%, enquanto o líder Estados Unidos ostenta uma taxa de 44,2% de sites considerados confiáveis pelo EQI. Uma diferença abrupta e assustadora levando em consideração que somos o país com o segundo melhor e-commerce do planeta, atrás apenas dos próprios Estados Unidos.

Como você pode melhorar seu e-commerce?

Considerando os fatores que o EQI leva em consideração para avaliar um site de e-commerce, é imprescindível que seus clientes estejam satisfeitos com seu produto e façam questão de mostrar isso com avaliações e comentários, pois isso ajuda muito o seu site a ser bem avaliado pelo índice.

É recomendado que você tenha no mínimo três imagens diferentes de cada produto, para que o cliente veja o máximo de seu design e atributos visíveis e tenha certeza do que está prestes a adquirir.

Uma descrição rica e detalhada também é fundamental, é recomendado que essa descrição tenha no mínimo trezentas palavras, mas o ideal mesmo é em torno de mil e setecentas palavras por descrição.

A descrição deve ser longa para dar ciência ao cliente sobre aquilo que ele está comprando, quando você cita poucos detalhes, é pouco objetivo na descrição, deixa informações subentendidas, é breve na descrição, o cliente pode não sentir segurança no seu produto e desistir da compra por medo de adquirir um produto e receber algo diferente do que ele está esperando.

Outro ponto importante de ser levado em conta nessa questão de descrição de produtos é a importância dela em relação ao valor do produto.

Quanto maior for o preço do produto em questão, mais cuidado o cliente terá na hora de escolher onde ele vai gastar esse dinheiro, além de levar em conta a apresentação e avaliação do site, o cliente quer sentir o máximo de segurança possível em todas as etapas dessa compra, isso inclui a avaliação do produto.

Portanto é fundamental que seu anúncio tenha uma excelente descrição, pois quanto mais caro ele for, mais segurança você deve passar ao seu cliente.

A classificação do seu produto também é fundamental para a confiança do cliente na sua loja. Segundo o próprio EQI os produtos devem ter no mínimo três estrelas e meia de cinco disponíveis como classificação, mas o ideal é entre quatro e cinco estrelas.

O raciocínio da importância da classificação para o cliente é bem simples, podemos usar o exemplo da descrição. Quando um cliente está à procura de um produto com um valor mais alto, ele vai ser o mais cauteloso possível para efetuar a compra, isso quer dizer que o cliente quer sentir total confiança em todas as etapas da compra, desde a apresentação da home do site até a hora de passar o cartão de crédito, e é óbvio que a classificação não ficaria de fora.

O cliente sempre vai tomar como base a classificação do produto, pois ela é uma média das avaliações de outros clientes, o que já passa uma confiança grande para o cliente, quando a classificação é boa, podemos dizer que é “meio caminho andado” para ele efetuar a compra na sua loja.

Aproveitando as avaliações de cliente, é fundamental que seus produtos sejam comentados pelos consumidores, isso passa confiança para o cliente.

Os comentários servem tanto para o vendedor quanto para o cliente, para o vendedor os comentários são um feedback do serviço prestado, e lá ele irá ver o que está bom e o que está ruim e é preciso melhorar, no caso do cliente funciona como uma forma de confiança no produto, pois é uma avaliação de pessoas que já compraram e colocam seus relatos, esses relatos já dizem para o cliente o que ele deve esperar do serviço completo, desde a efetuação do pagamento, passando pelo serviço de frete, avaliando o embalo do produto e terminando no desempenho deste.

Os comentários são muito confiáveis para os clientes pois enxergam uma visão não institucional do produto, é uma forma de se sentir representado e ajudado por outros clientes que, assim como ele, tiveram as mesmas dúvidas na hora de comprar o produto em questão.

Por fim, é importante ter um bom título para o seu produto. Um título longo, ruim, difícil de entender não é bom para o seu comércio, pois além de afastar o cliente do seu produto, o seu site passa uma imagem de amadorismo para quem está comprando, essa imagem é muito ruim pois contribui para a desconfiança do cliente, desconfiança que já é alta em decorrência dos inúmeros casos de compras em sites falsos no Brasil.

Para que seu site tenha produtos com bons títulos é importante que esses sejam breves e objetivos, deixe os detalhes para a descrição. Segundo o EQI, é importante que seu título tenha entre vinte e cem caracteres, ressaltando que você deve ser rápido e objetivo, deixando os detalhes para a descrição do produto.

Precisando de Marketing de Conteúdo?

Precisando de conteúdo para seu site? A Projeto Web é uma empresa especialista em criação de site em Campinas ou em qualquer outro lugar e marketing de conteúdo. Solicite um orçamento de site.

Qual que é a qualidade do e-commerce no Brasil