Qual a importância de ter moedas digitais entre seus investimentos?

Com diversas opções para aplicar o seu dinheiro, muitas pessoas têm dúvidas de quais são as melhores oportunidades e as criptos podem estar entre elas.

Uma das recomendações de grandes investidores é que as pessoas contem sempre com uma carteira de investimentos diversificada, possuindo menos riscos de prejuízos. Contudo, o mercado financeiro se mostra amplo, deixando em dúvida quais as são as melhores aplicações para o momento.

Entre os diversos temas que são noticiados sobre o mercado financeiro, um que ganha cada vez mais destaque são os criptoativos. Porém, mesmo com seus altos lucros, será que é uma opção de investimento que você precisa ter por perto?

Faz parte do futuro da economia

Mesmo sendo algo recente, já podemos ver que as moedas digitais são essenciais para a evolução da economia mundial. Essas tecnologias oferecem velocidade nas transações e maior segurança para os usuários, dois pilares de extrema importância para movimentações financeiras.

Claro que não podemos confirmar que determinada criptomoeda será considerada a moeda universal do futuro, mas focando nas inovações tecnológicas embarcadas, sabemos que teremos diversas variações positivas, com todas seguindo bases semelhantes. Só no ano de 2021, o Bitcoin (BTC) rendeu mais de 74%, enquanto o Ethereum (ETH) ultrapassou os 421%, no mesmo período.

Desse modo, possuir alguns tokens em sua carteira de investimentos, certamente é uma boa oportunidade, mesmo com as mudanças do mercado.

Trate como qualquer outro investimento

Quando paramos para analisar o mercado das blockchains, muitos se impressionam com os grandes resultados que alguns investidores conquistaram, mas esse não pode ser o único ponto decisivo para a compra ou venda de um ativo.

No momento de aplicar o seu dinheiro em qualquer investimento, diversos pilares precisam ser analisados e não apenas identificar se anteriormente ocorreram lucros. Com as criptomoedas, você não pode seguir de forma distinta, pois sabemos que um passado de sucesso não significa um futuro de bons resultados.

O mercado de cripto está cada vez maior, com diversas opções de aplicações, mas algumas moedas não possuem força e não se mostram um bom investimento e, por esse motivo, é preciso analisar no detalhe antes de adquirir os seus tokens.

Como as criptos mudam o mercado?

As moedas digitais não apenas fornecem maior segurança aos pagamentos digitais como também disponibilizam uma maior velocidade nas transações financeiras. Entre os diversos pontos fortes, um que acaba chamando a atenção é o fato de serem descentralizadas – ou seja, não estão presas a qualquer governo ou região, crescendo de forma livre e podendo ser transacionada sem qualquer burocracia.

Atualmente, existem ativos de cripto que podem ser uma boa opção de ativo e o mercado tende a seguir crescendo, mas mesmo com todas essas possibilidades, ainda estamos falando de algo recente e não podemos afirmar se é algo temporário ou se realmente será a inovação dos meios de pagamentos – contudo, os avanços promovidos por elas são inegáveis.

Estude a sua cripto

Decidindo por adquirir criptomoedas, estude sobre o motivo de sua criação e qual sua história. Aplicar em uma moeda criada como meme é algo arriscado, já que sua vida poderá ser mais curta, não possuindo qualquer força no mercado quando comparada a uma que tenha uma boa ideia por trás.

Como dito anteriormente, é preciso ter em mente que se trata de um investimento igual qualquer outro e que possui riscos, portanto, é necessária muita cautela e seguir um planejamento que se enquadre com suas metas, estudando as oportunidades do mercado – muitas vezes, uma determinada cripto pode ser uma boa aplicação para médio prazo, mas não necessariamente para um longo período de tempo.

Menos riscos e mais lucros: esse é o ideal

Um receio de qualquer investidor, principalmente se for iniciante no mercado, é perder dinheiro na bolsa de valores. Porém, esse risco, que faz parte do dia-a-dia de todo mundo que trabalha com o nicho financeiro, pode ser reduzido com uma carteira de investimentos diversificada.

Levando em consideração as oscilações que o mercado diariamente enfrenta, se todas suas aplicações estiverem apenas em um ativo, poderá ter um prejuízo gigantesco, logo, com um número maior de ações, enquanto parte de suas aplicações passarem por perdas, outra parcela poderá ter lucros, assim tendo melhores resultados.

E quantos ativos preciso ter na carteira?

Segundo Harry Markowitz, famoso economista estadunidense, uma carteira de investimentos precisa conter entre 15 e 20 ativos, com aplicações diversificadas – investir em empresas concorrentes e também setores variados, são uma excelente oportunidade.

Por exemplo: por mais que seu foco seja no setor pet, é de extrema importância que vá para outros nichos, pois, em algum momento, este mercado pode não estar seguindo bem, enquanto outro não é diretamente afetado.

Contudo, de início, não é válido ter uma carteira extremamente variada, pois isso gerará micro aplicações, acarretando em rendimentos baixos. Para quem está começando, o interessante é pesquisar setores específicos e, com o tempo, você deve buscar outras oportunidades.

Qual a importância de ter moedas digitais entre seus investimentos