Como é feita uma cirurgia bariátrica?

Se você está enfrentando uma situação de obesidade, é muito possível que já tenha ouvido falar sobre a possibilidade de resolver o problema através de uma cirurgia bariátrica. Tal procedimento médico vida a redução do peso de pacientes que não tenham obtido sucesso com métodos menos invasivos, como atividade física e reeducação alimentar.

Neste artigo, você vai entender melhor sobre como a cirurgia bariátrica é realizada e em que casos ela é recomendada. Ademais, você entenderá também como funciona o pré e o pós-operatório, compreendendo os riscos e o tipo de rotina alimentar a ser adotada depois da intervenção cirúrgica.

Como funciona a cirurgia bariátrica?

A cirurgia bariátrica é recomendada para pacientes acometidos pela obesidade grau 2, ou seja, com ICM superior a 35 — com presença de comorbidades —, ou de obesidade grau 3, com IMC superior a 40 — neste caso, com ou sem comorbidades.

O procedimento é feito por cirurgiões bariátricos e se resume na redução de parte do intestino ou do estômago do paciente. A partir daí, o indivíduo consumirá menores quantidades de alimentos do que antes, reduzindo a quantidade de calorias absorvidas pelo organismo. Isso gera a consequente redução de peso.

A cirurgia é também metabólica, ajudando no controle de problemas endocrinológicos, como a hipercolesterolemia, a diabetes e a hipertensão. Com uma série de vantagens, a cirurgia bariátrica vem se tornando cada dia mais procurada, em vista a uma vida mais saudável. 

O pré e o pós-operatório da cirurgia bariátrica

O pré-operatório da cirurgia bariátrica, como tantos outros, exige alguns exames clínicos e laboratoriais, que serão solicitados pelo médico responsável. A avaliação é individual e varia de acordo com cada paciente. 

Entre os exames que podem ser solicitados, estão:

  • Aferição da pressão arterial;
  • Radiografia do tórax;
  • Prova de função pulmonar;
  • Ecografia do abdômen;
  • Endoscopia digestiva;
  • Dosagens da glicemia e das funções hepática e cardíaca.

Existem outros profissionais da área da saúde que acompanham o processo de cirurgia bariátrica. Além do cirurgião, também são necessários um cardiologista, um nutricionista e um psicólogo. Em casos de doenças psicológicas mais severas, é preciso que o paciente passe por um psiquiatra e seja tratado antes da cirurgia.

Além dos exames aprovados, aquele que desejar fazer uma cirurgia bariátrica deve seguir outras orientações pré-operatórias. Sua alimentação deve ser balanceada, e na véspera da internação, é indicada uma dieta à base de líquidos, como sopas, sucos, chás, água de coco e vitaminas, por exemplo, por possuírem mais fácil absorção pelo organismo.

Fumantes também deve suspender o hábito um mês antes da operação para que não aconteçam complicações pulmonares.

Já no pós-operatório da cirurgia bariátrica, a alimentação também deve ser fracionada e à base de líquidos para que o organismo se adapte às mudanças no sistema digestivo. O acompanhamento da nova rotina alimentar deve ser feito com um nutricionista. É importante ainda a presença de um psicólogo durante o processo.Se você acredita que uma cirurgia bariátrica pode ser benéfica para os seus objetivos de emagrecimento, entre em contato com um especialista. Apenas com uma avaliação detalhada sobre seu quadro de saúde e suas possibilidades, um panorama pode ser traçado para que você consiga avançar neste importante degrau da sua jornada.

Como é feita uma cirurgia bariátrica