Quais foram os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante quarentena

Quais foram os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante quarentena

Você tem curiosidade de descobrir quais foram os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante quarentena? Esse tipo de informação é importante pois mostra as mudanças de hábitos dos consumidores nacionais quando jogados em uma situação completamente atípica, que é a de ficar em casa por mais tempo do que o previsto inicialmente para poder fugir do novo coronavírus.     

O que inicialmente previa-se ser algo de pouco meses, já dura 8 meses e, em breve, completará um ano. Isso aqui no Brasil, já que na China a situação já tem um ano, sendo que o primeiro caso foi descoberto ser do dia 17 de novembro de 2019.

Assim, é seguro afirmar que o mercado consumidor do mundo inteiro foi muito alterado pela situação. O empreendedor que souber navegar nessa mudança, terá alguns ótimos anos no futuro próximo.

Quer saber quais foram os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante quarentena? Então siga a leitura abaixo! 

Quais foram os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante quarentena? 

Alimentos e bebidas

De longe, sem a menor comparação, os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante a pandemia foram os alimentos e bebidas.

Afinal, ficando mais tempo em casa, tivemos mais oportunidades para comer e beber. Até mesmo a própria ansiedade incentivou esse tipo de situação.

Basta ver os memes na Internet para notar como o país aumentou o consumo de comida e bebida nesses meses. Além da situação da pandemia, a facilidade para ter acesso a esses itens também influenciou bastante.

Hoje em dia, por exemplo, é muito fácil pedir bebidas em Rappi e receber cerveja, vinho e uísque em casa, sem falar em lanches, pizzas e até mesmo a compra de mercado.

Não é à toa, portanto, que os aplicativos de delivery aumentaram seu faturamento em 103% durante o primeiro semestre do ano

Máscaras faciais

Como é óbvio, os elementos de proteção contra o coronavírus aumentaram muito de consumo. Isso inclui sabonetes, desinfetantes, multiusos e álcool gel 70%.

No entanto, nenhum item de higiene e proteção teve tanto aumento de consumo quanto as máscaras faciais.

O Brasil não é um país que costumava usar máscaras, ao contrário de Japão, China e Coréia do Sul. Portanto, essa é uma novidade.

Nós tivemos de aprender como fazê-las, de que forma usá-las e, ainda assim, muita gente ficou sem usar máscaras no período.

No entanto, elas estouraram em vendas e, para muitos, foram uma fonte de renda estável durante o período, ajudando a complementar o rendimento da casa em um momento de crise. 

Suplementos alimentares

A preocupação com a boa forma seguiu em alta durante a quarentena. Apesar das academias fechadas, muitas pessoas resolveram começar a malhar em casa e, para isso, aumentaram o consumo de suplementos alimentares.

Já outras pessoas se preocuparam um pouco mais com a saúde, especialmente a imunidade, e também aumentaram o consumo de suplementos, com mais destaque para os itens que melhoram o sistema imunológico. 

Iluminação para paredes e tetos

Ficar tanto tempo em casa fez as pessoas começarem a perceber pequenos defeitos no lar ou pontos que poderiam melhorar. Um dos elementos que mais deixou os brasileiros insatisfeitos foi a sua iluminação.

Por isso, muitas pessoas foram até sites de compras para adquirir novas lâmpadas, luminárias e opções para melhorar a iluminação de casa. 

Eletrodomésticos e acessórios

Além da iluminação, outro ponto do lar que deixou a desejar na pandemia foram os eletrodomésticos. Normalmente aliados à praticidade, eles deixaram a desejar na pandemia e foram substituídos por novos pelos brasileiros.

Além disso, muitas pessoas procuraram comprar eletrodomésticos e acessórios de cozinha que nunca experimentaram antes.

Existem várias razões para isso, sendo o desenvolvimento do hobby de cozinhar um deles. Afinal, quem não tentou fazer pão caseiro pela primeira vez nessa pandemia? 

Camisetas e moletons

A quarentena do novo coronavírus caiu bem no inverno aqui no Brasil. E o que combina mais com ficar em casa no inverno do que moletons de todos os tipos? Não à toa, houve um aumento considerável na venda desse tipo de peça.

No geral, as pessoas compraram muitas roupas para ficar em casa de forma mais confortável. Além disso, também compraram peças mais bonitas, para poder aumentar um pouco a auto-estima, mesmo sem poder sair de casa. 

Ferramentas

Lembra que dissemos que as pessoas estavam um pouco insatisfeitas com as próprias casas? Isso leva a pequenas obras. Por sua vez, isso exige novas ferramentas, como furadeiras, martelos e outros.

Agora que você já sabe quais foram os produtos mais consumidos pelos brasileiros durante quarentena, consegue ter uma visão mais ampla do comportamento do consumidor durante esse período.

Dessa forma, é possível traçar planos de negócio mais eficazes, além de compreender como o mercado consumidor funciona em certas formas.

Por exemplo, pudemos conceber que o público costuma dar mais valor ao ambiente em que está inserido por mais tempo, sendo que as obras em casa aumentaram no período.

Gostou do assunto? Então conte para nós os produtos que você mais comprou nesse período!