Sete passos para se tornar uma empreendedora

As mulheres estão cada vez mais lançando empresas e empreendendo no brasil. Segundo o boletim do governo federal no primeiro quadrimestre de 2021, foram abertas 1.392.758 empresas, o que representa um aumento de 17,3% em relação ao último quadrimestre de 2020, além de aumento de 32,5% quando comparado com o primeiro quadrimestre de 2020. Apenas no ano de 2020 houve um aumento de 40% em empresas abertas por mulheres.

Sete passos para se tornar uma empreendedora

O caminho para o próprio negócio é uma alternativa para a fonte de renda familiar em meio à pandemia do Covid-19.

O SEBRAE oferece algumas dicas válidas sobre como começar a empreender em 6 passos.

1. Escolha que negócio pretende abrir

Se tornar um empreendedor começa com a escolha certa do negócio a abrir. Confira sugestões ou consulte ideias de negócios e tipos e ramos. Verifique o que é preciso para montar um negócio e veja como o SEBRAE classifica a atividade escolhida.

2. Você precisa ter o perfil necessário

É preciso ter o perfil empreendedor conhecendo a realidade do mercado e organizando planos de negócio. O plano de negócios é o instrumento ideal para traçar um retrato do mercado, dos produtos e define as suas ações como empreendedor. É por ai que você consegue informações sobre sua área de atuação descobrindo quais os pontos fracos do mercado.

3. Junte o máximo de informações possíveis

O pretendente a empresário precisa realizar uma pesquisa de mercado, identificando onde vai abrir o negócio e quais serão seus concorrentes, fornecedores e clientes. É preciso identificar as necessidades dos clientes. Ter estes dados é extremamente importante para consolidar o projeto.

Obviamente outra informação necessária é quanto a gestão financeira. Trata-se de várias ações e procedimentos que necessitam de planejamento, análise e controle de atividades financeiras. A ideia é aumentar o valor do patrimônio por meio de lucro.

Por fim a propaganda ou Marketing. Este conjunto de atividades com intuito de satisfazer os desejos do consumidor final. É preciso entender o que leva o consumidor a comprar. É por meio da propaganda que as empresas conquistam seus clientes.

4. Organização

Sim a organização é de grande importante. Não adianta apenas coletar as informações, elas precisam estar organizadas construindo um plano de negócios e definindo estratégias claras para se posicionar no mercado.

5. Obter crédito

É preciso obter dicas de gestão financeira e de como conseguir recursos financeiros para as necessidades empresariais. Você poderá obter auxílio com o seguinte:

Fornecedores e prazos para pagamento;

Financiamento e análise das necessidades

Renegociando o pagamento de empréstimos

Escolhendo o melhor financiamento para seu negócio

Estabelecendo garantias para obter crédito

6. Finalmente coloque a mão da massa

Registre o negócio de torne ele uma realidade. . Saiba o que é necessário para formalizar o empreendimento. Nessa página você encontrará informações e dicas sobre como registrar marcas e patentes além de informações como um guia prático para registros de empresas, dicas e procedimentos para formalização e um passo a passo para entender as diferentes constituições das empresas.

Grande parte das empreendedoras inicia ou permanecem por um bom tempo atuando como MEI ou como sócias em micro e pequenas empresas. A maior parte das mulheres empreendedoras abriu seu negócio logo após a maternidade.

7. Revenda de produtos tem sido um ótimo inicio. Principalmente Lingerie e produtos eróticos.

Existem lojas especializadas no atacado de produtos e artigos de sex shop que têm aumentado muito as vendas para mulheres que querem abrir seu próprio negócio. Os artigos eróticos em sua maioria têm custo bastante acessível e são relativamente fáceis de vender.

Lojas como a Misex possuem um preço bastante acessível e condições de pagamento que permitem as futuras empresárias adquirir um estoque inicial de produtos e vender em Market Places, redes sócias, salões de beleza e em diversos outros locais.