slogan

“Quem tem fome, tem pressa”: organizações aderem o slogan e arrecadam alimentos para doação

Conheça como essa causa surgiu e mudou a vida de milhões de famílias brasileiras.

A frase “Quem tem fome, tem pressa” foi criada em 1993 pelo sociólogo Herbert José de Souza, com a Ação da Cidadania contra a Miséria, a Fome e pela Vida. O que já era importante há 28 anos, teve um impacto muito maior com a pandemia, quando muita gente sofreu com a crise sanitária e econômica.

Hoje, comprar comida para ajudar quem não tem dinheiro suficiente é um ato de amor e empatia. Por isso, a campanha nunca esteve tão forte. São muitas organizações que já apoiavam, mas a adesão ao slogan só cresceu.

Vamos conhecer um pouco dessa causa, apoiadores e, claro, saber como cada um pode fazer sua parte?

O que é a campanha?

A campanha nasceu através da ONG Ação da Cidadania, formando uma grande rede de mobilização com alcance nacional para ajudar 32 milhões de brasileiros. Esse número, segundo o Ipea, representava a quantidade de pessoas que estavam abaixo da linha da pobreza.

A campanha foi criada no auge do Movimento pela Ética na Política, a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida se transformou no movimento social mais reconhecido do país. E a corrente de doações não para de crescer. Os números desde 1994 até hoje foram incríveis:

  • 146 milhões de reais arrecadados;
  • 55.000 toneladas de alimentos arrecadados;
  • 26.400.000 pessoas receberam ajuda;
  • 6.000.000 de famílias assistidas;
  • 275.000.000 pratos de comida doados.

Tudo isso com trabalho voluntário, doações e muita força de vontade de quem está de um lado trabalhando, quanto do outro, disponível a doar a quem mais precisa. 

Como posso ajudar?

Muita gente conhece o slogan tão famoso e reproduzido nas mídias, mas ainda não sabem o que podem fazer para contribuir. Aliás, muitos nem sequer sabem que você não precisa de muito para ajudar. Existem várias formas de ajudar a ONG Ação da Cidadania. Vamos conhecê-las:

  • Seja um amigo da Ação: apoie a entidade durante o ano todo, com 30 reais por mês;
  • Seja um voluntário digital: ajude a divulgar a campanha sem sair de casa;
  • Doe com incentivo fiscal: com doações que podem ser lançadas como despesas operacionais no Imposto de Renda das empresas;
  • Seja um comitê da Ação: monte um comitê da Ação da Cidadania na sua cidade, bairro, colégio, universidade;
  • Faça uma doação em dinheiro: uma doação pontual para a Ação da Cidadania e ajude a ONG a continuar o trabalho durante todo o ano;
  • Faça uma doação em produtos: roupas, alimentos não perecíveis, leite em pó e brinquedos, desde que devidamente encaminhados para nossa rede de comitês comunitários.

Todas essas informações podem ser encontradas no site da ONG.

Quais organizações apoiam?

Nestes 28 anos, a ONG coleciona doadores de todos os tipos: desde pessoas físicas até grandes empresas. Alguns dos nomes que contribuem para que a ajuda chegue a quem realmente precisa são:

  • PUC-SP;
  • Mastercard;
  • Lojas Americanas;
  • Facebook;
  • Ifood;
  • Estácio;
  • LATAM;
  • Mercado Livre;
  • PagSeguro;
  • Bradesco;
  • Nubank.

Estes são apenas alguns dos nomes das centenas de empresas que, atualmente, participam das ações desenvolvidas pela ONG Ação da Cidadania. São projetos na área da segurança alimentar, empreendedorismo, cidadania, cultura e formação.

Hoje, o slogan “Quem tem fome, tem pressa” também engloba outras ações durante o ano inteiro. Com certeza você já ouviu falar do “Natal sem fome” ou “Brasil sem fome”, não é? São ações que levam mais dignidade e comida para o prato de famílias de todas as regiões do país.

Que tal tirar um tempinho e conhecer mais sobre essa causa? Sua ajuda pode vir de diversas formas, basta ter iniciativa para contribuir!