Controle de ponto no trabalho híbrido é desafio para empresas

Formas flexibilizadas de trabalho podem ser adaptadas sem perda de produtividade. Gestores devem criar modelos com prazos e metas

O controle de ponto é um desafio a ser administrado pela empresa, especialmente em tempos de trabalho híbrido. O modelo de expediente que mescla períodos no escritório e dias em home office ao longo da semana requer adaptações na gestão de pessoas. É preciso que os gestores e os profissionais de RH estejam atentos.

O trabalho híbrido ou remoto tende a ser mantido por algumas empresas, mesmo com o avanço da vacinação contra a Covid-19. De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), as novas tecnologias e as formas flexibilizadas de trabalho podem ser adaptadas sem que as empresas sofram perda de produtividade.

O Sebrae indica que as companhias com modelos flexíveis de trabalho tracem prazos e metas específicas para a equipe, com clareza de organização. O controle de ponto, por exemplo, é uma forma de mensurar o engajamento dos colaboradores, suas ausências, assiduidades e ritmos. A partir daí, fica mais fácil definir objetivos e entregar demandas.

Trabalho híbrido e CLT

O trabalho híbrido é aquele em que os funcionários alternam entre a jornada no escritório e dias em home office ao longo da semana. Já o home office total é aquele em que o colaborador trabalha apenas remotamente.

Desde a Reforma Trabalhista de 2017, o trabalho remoto passou a estar regularizado na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), por meio da Lei n.º 13.467/17. No entanto, ainda não há regras claras sobre a obrigatoriedade de uma empresa realizar o controle de ponto dos colaboradores em home office. Por isso, é preciso atenção a alguns detalhes.

É importante que os gestores de empresas elaborem um plano que melhor se adapte às necessidades da companhia e às leis às quais ela está submetida. A dica é que a jornada do trabalho híbrido seja registrada com soluções de controle de ponto que prevejam tanto a marcação presencial quanto a remota.

Benefícios do controle de ponto

O controle de ponto é parte relevante na rotina de uma empresa em trabalho híbrido. A partir dele, é possível criar mais transparência nas relações corporativas e avaliar a gestão de pessoas. Com o fechamento de ponto, o gestor consegue fazer relatórios sobre o engajamento dos funcionários, por exemplo.

A forma automatizada de controlar o ponto é a mais utilizada pelas empresas atualmente. Ela oferece mais segurança e assertividade no processamento de dados e possibilita mais eficácia na identificação de pontos positivos e pontos a serem melhorados na rotina. Além disso, garante mais facilidade na emissão de relatórios, um dos fatores que possibilita a organização do trabalho remoto.

Por meio dos relatórios gerados pelo controle de ponto, é possível que gestores pensem em ações de engajamento e de retenção de talentos. Com os dados, fica mais viável mapear faltas, atrasos, horas trabalhadas e, assim, incentivar atitudes que estejam de acordo com os princípios de produtividade da empresa.

A implantação do controle de ponto impacta, também, o setor de RH, que fica livre de uma das partes mais burocráticas da empresa, podendo assumir um papel estratégico de planejamento.

Controle de ponto no trabalho híbrido é desafio para empresas