Qual a melhor internet para fazer home office? Confira algumas opções

Um novo ano começou e muita gente já está de volta ao trabalho. Embora algumas empresas já estejam voltando aos escritórios, presencialmente, a maioria de nós ainda está em regime de home office, cumprindo seu expediente de casa. Para isso, ter uma boa conexão de internet é essencial: para falar com os colegas, realizar pesquisas, fazer reuniões…
 
Home office

Mas qual é a melhor internet para fazer home office? Essa é uma pergunta que muitas pessoas estão se fazendo desde que começamos o trabalho remoto. Para respondê-la de uma vez por todas, nós preparamos esse post com as principais dicas para você escolher seu plano.
 

A melhor internet para fazer home office depende do seu uso


Antes de tudo, é interessante ponderar que não existe uma única de internet que seja melhor para todos os usuários: escolher o plano ideal depende do uso que você faz da conexão. Dito isso, existem algumas perguntas que você deve se fazer para encontrar o custo-benefício mais interessante e não ter gastos desnecessários com internet.

Para começar, você pode escolher entre a banda larga residencial e a internet móvel. A primeira alternativa é aquela conexão que fica fixa na sua casa, com cabos e um roteador para transmitir Wi-Fi até seus dispositivos. De modo geral, esse tipo costuma ser o mais indicado para ter altas velocidades e uma conexão estável para trabalhar o dia todo em casa.

Por outro lado, há planos de internet 4G, que você pode rotear do celular para o computador ou por meio de modems móveis. Eles são ideais para quem está viajando ou passando um tempo com a família enquanto trabalha — ou seja, pessoas que não instalam seu home office sempre no mesmo lugar. As velocidades ainda são bem satisfatórias, mas a conexão pode não ser tão estável e os custos podem ser mais altos. A maior vantagem é a possibilidade de levar sua internet para onde quiser.
 

Quantos mega de internet é necessário para fazer home office?


As operadoras costumam oferecer uma gama bem variada de planos, com múltiplos preços e velocidades, para atingir os mais diversos públicos. Dentro dessa infinidade de opções, é preciso avaliar bem suas necessidades para não gastar demais em algo que você não precisa — nem ficar com uma internet ruim só para economizar.

Dito isso, vamos começar falando da banda larga residencial. Os planos mais acessíveis ficam entre 15 e 35 mega de internet, funcionando com cabos comuns. Em geral, eles já servem muito bem para quem só quer acessar e-mails e fazer pesquisas simples na web.

Contudo, se você precisa realizar reuniões por vídeo chamada, assistir conteúdos audiovisuais e costuma baixar arquivos pesados, é interessante partir para planos mais robustos, a partir de 50 ou 100 mega. Eles custam mais — pois necessitam da tecnologia de fibra ótica —, mas trazem grandes benefícios para sua produtividade.

Por fim, se há mais de uma pessoa fazendo home office na sua casa e crianças ou adolescentes que usam a internet para assistir a aulas online ou jogar, a internet com fibra óptica proporciona velocidades de até 500 mega. Desse modo, há conexão e velocidade de sobra para a família toda utilizar ao mesmo tempo, sem se preocupar.

Quanto à internet móvel 4G, as velocidades não costumam variar tanto. O principal aspecto ao qual você precisa se atentar é a franquia do seu plano — afinal, apenas uma videoconferência pode gastar todos os dados de pacotes mais básicos, como os pré-pagos. Por isso, se você deseja trabalhar com a internet móvel, o ideal é partir para as opções pós-pagas, que começam em cerca de 100 reais por mês, mas têm franquias maiores e oferecem mais benefícios, como apps ilimitados. Você pode acompanhar seu consumo pelo app da operadora, para garantir que não vai gastar mais do que o planejado.
 

Qual a melhor operadora de internet para home office?


Isso é outro aspecto em que a escolha depende: o mais indicado é entrar no site de cada operadora e ver quais planos são oferecidos para o seu endereço. Afinal, se uma operadora tem fibra ótica na sua rua e outra não tem, você pode preferir a primeira, certo?

Além disso, vale a pena consultar amigos e familiares que moram por perto para saber se alguma empresa se destaca em sua região, especificamente. Há muitas empresas locais de internet banda larga residencial, por exemplo, como a Copel Telecom (Paraná) ou Brisanet (Ceará), que podem passar despercebidas em uma pesquisa mais simples.

Mas, de maneira geral, as grandes operadoras nacionais — TIM, Claro net e Vivo — são opções seguras para você ter conexão rápida e estável para seu home office. Em especial na internet móvel 4G, a Claro costuma liderar os rankings de operadoras em quesitos como velocidade e performance, por uma ampla margem. Quanto à banda larga residencial, o ranking da Netflix geralmente coloca Vivo Fibra e Claro net Fibra nas duas primeiras posições. Aproveite e conheça os principais combos da NET.

Sendo assim, em resumo, para escolher a melhor internet para o home office você precisa pensar em quais são as suas exigências, analisando se há mais pessoas usando a mesma conexão, se é necessário fazer videoconferências e baixar arquivos pesados, bem como se você precisa de uma conexão móvel, para trabalhar em outros lugares. A partir disso, você consegue fazer uma escolha mais segura e contratar seu plano direto no site das empresas.
Postagem Anterior Próxima Postagem