Vegetarianismo OU Veganismo qual a diferença entre eles e os seus benefícios para a saúde

Vegetarianismo OU Veganismo: Qual a diferença entre eles e os seus benefícios para a saúde

O veganismo e o vegetarianismo são estilos de vida adotados por pessoas que buscam uma alimentação que não cause dor e morte a outro ser vivo.

O principal motivo dessa escolha é a ética e o amor pelos animais; junto está a importância em relação à saúde e ao meio ambiente.    

Algumas explicações para esses movimentos é que assim como os seres humanos, os animais também sentem medo e dor; ou para quem prefere ser mais prático, 70% das doenças são de origem animal.

A nomenclatura e a ideia principal podem confundir as pessoas e, apesar de ambas se basearem em uma alimentação à base de vegetais e legumes, vegetarianismo e veganismo não são a mesma coisa.

Vegetarianismo ou Veganismo

A prática do vegetarianismo consiste em retirar toda a carne animal da alimentação, não é permitido consumir carne vermelha, branca ou peixe. Algumas pessoas optam também por retirar os ovos e o leite, mas isso não é uma regra.

Já no veganismo, tanto a carne animal quanto os produtos de origem, como manteiga, iogurte e mel são excluídos do cardápio.

As pessoas veganas praticam a luta animal mais à risca; não utilizam roupas de couro ou lã, não compram cosméticos que são testados em animais e são contra toda e qualquer exploração animal, como os zoológicos e touradas.

Portanto, ambas exploram um cardápio rico em hortaliças, frutas, legumes, arroz, feijão e carne de soja. E no veganismo, os pratos são adaptados para remover os ingredientes que são de origem animal, como massa de macarrão sem ovos, por exemplo.

Benefícios para a saúde

Por sermos uma sociedade que está enraizada na alimentação carnívora, acreditamos que retirar esse componente do nosso cardápio irá trazer muito prejuízo para a nossa saúde, mas isso é um mito.

E também é errado pensar que essas pessoas vivem apenas de salada, com a retirada da carne, o consumo de alimentos integrais é maior.

Lentilha, grãos, feijões e vegetais fazem com que a alimentação seja rica em fibras, potássio e vitaminas A,C e E. A proteína da carne pode ser substituída por soja e quinoa.

Assim como todas as pessoas, é importante ter um acompanhamento nutricional e caso algum nutriente esteja em falta, pode ser reposto por suplementação.

Útil contra doenças cardíacas

Por ser uma alimentação com baixo consumo de gordura saturada e colesterol, os riscos de entupimentos das veias é menor, diminuindo as chances de infarto.

O consumo de sódio também é menor, evitando doenças cardíacas.

Menor consumo de açúcar

Não comer carne animal não é sinônimo de saúde, mas grande parte dos veganos e vegetarianos têm dietas mais saudáveis e consomem menor quantidade de açúcar, devido a isso eles possuem menos chances de ter diabetes.

E claro, a ingestão de uma menor quantidade de açúcares impacta diretamente não apenas na saúde, mas também na estética, como no caso de pessoas que realizaram a aplicação de lente de contato dental, por exemplo.

A função renal também é um dos benefícios adquiridos com dietas que não possuem alimentos de origem animal.

Saúde bucal

Como qualquer pessoa, os veganos e vegetarianos precisam de acompanhamento odontológico e de uma boa higiene bucal, que consiste em escovar os dentes três vezes ao dia e utilizar fio dental.

Este tipo de cardápio pode trazer alguns benefícios: devido ao menor consumo de açúcar, as chances de se ter cáries são menores; e os dentes ficam mais fortes devido ao consumo de legumes e vegetais.

Problemas odontológicos comuns podem ocorrer como em qualquer pessoa. Sem a limpeza adequada, o surgimento de placas bacterianas podem surgir.

Lembre-se: se não for cuidado desde o início, pode gerar periodontite, que enfraquece a raiz dos dentes, levando até a perda dentária e sendo necessário o implante dentário.

O consumo excessivo de beterraba, café e vinho pode manchar os dentes devido aos seus corantes naturais. Tome cuidado com molhos de soja, mirtilo, suco de uva e chás. Se os dentes ficarem muito manchados, uma das opções é o clareamento dental com moldeira.

É importante conversar com seu dentista e nutrólogo sobre a falta de cálcio para os dentes. Como o vegano não consome nenhum derivado de leite, é essencial repor para que os dentes não enfraqueçam.

A falta desse nutriente pode ser prejudicial principalmente para quem tem problemas com bruxismo.

Para pessoas que, além disso, ainda sofrem com o mal posicionamento dos dentes e necessitam de uma correção, uma alternativa para auxiliar esse incômodo é o aparelho ortodôntico transparente, que ameniza o impacto.

A alimentação sem origem animal, restrita ou mais flexível tem suas vantagens, tanto para a saúde quanto para a consciência em relação às outras vidas.

É importante ter um acompanhamento médico e odontológico para analisar vitaminas que podem estar em falta e serão prejudiciais ao organismo.

Além disso, não há motivos para ser contrário a quem é adepto desse estilo de vida.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

Recomendação de leitura: Cuidados com a alimentação, 7 alimentos que contribuem para a sua saúde bucal

A imunidade baixa e a saúde bucal: conheça a relação