Saúde na Terceira Idade, quando buscar assistência?

Cuidar da saúde na terceira idade (e em qualquer fase da vida), é algo extremamente importante para viver mais e melhor.

Porém, é natural que com o passar dos anos, certos desafios e dificuldades surjam. 

Isso porque, na terceira idade, a força, a mobilidade, a memória, a agilidade, entre outros aspectos, não costumam ser mais os mesmos de décadas anteriores.

Por isso, com base nesse cenário, nós separamos no artigo de hoje os principais pontos que você deve levar em consideração em relação à saúde e assistência na terceira idade.

Afinal, nós merecemos envelhecer bem, de maneira digna e com saúde, não é mesmo?

Como cuidar da saúde na terceira idade

Para cuidar da saúde na terceira idade, existem certos hábitos e cuidados que você deve ter. 

E a seguir nós separamos cada um deles para que você possa incluí-los em sua rotina, caso ainda não façam parte da sua vida.

  1. Faça uma atividade física regularmente;
  2. Tenha uma alimentação saudável e balanceada;
  3. Beba pelo menos dois litros de água por dia;
  4. Durma adequadamente (entre sete e oito horas por noite);
  5. Mantenha a socialização (família e amigos);
  6. Faça atividades que estimulam a mente;
  7. Evite o cigarro;
  8. Medite diariamente;
  9. Controle o estresse e a ansiedade;
  10. Cuide da higiene;
  11. Evite consumir bebidas alcoólicas em excesso;
  12. Faça check-ups e exames periódicos.

Assim, com base nesses hábitos e cuidados, você estará no caminho certo para ter mais saúde na terceira idade!

Agora, vale destacar que diversas pessoas que estão lendo este artigo, já estão na melhor idade e, talvez, já estejam com alguns problemas e dificuldades…

Sendo assim, nessa situação, talvez seja hora de buscar algum tipo de assistência. 

Mas antes, para ficar mais claro, nós separamos a seguir os principais sinais que indicam que é necessário buscar algum tipo de ajuda. Veja!

Sinais comuns de idosos que precisam de ajuda

  1. Confusão e incerteza ao executar tarefas;
  2. Pouca ou nenhuma energia para fazer as coisas;
  3. Esquecimento;
  4. Dificuldade para se locomover;
  5. Mudanças de humor frequentes;
  6. Perda ou ganho de muito peso;
  7. Maus hábitos alimentares;
  8. Lesões e/ou hematomas frequentes;
  9. Problemas de visão e/ou audição;
  10. Isolamento, apatia e tristeza;
  11. Descontrole financeiro;
  12. Dores frequentes;
  13. Falta de cuidado com a higiene;
  14. Casa constantemente suja e bagunçada.

Todos esses sinais acima indicam que uma pessoa idosa precisa de algum tipo de auxílio. E isso pode ser feito de algumas maneiras…

Auxílio para idosos: onde recorrer

Família

A primeira forma de buscar auxílio está na família, seja através dos filhos, netos ou de outros familiares.

Então, conversar, expressar sentimentos, falar sobre dificuldades, vontades, novidades, entre outros assuntos, além de, claro, ajudar no que for possível, são ações extremamente importantes.

Agora, como sabemos, nem todos os familiares possuem tempo, conhecimento e habilidades adequadas para cuidar de um ente querido idoso, ainda mais se ele tiver alguma doença.

E, por isso, talvez seja interessante buscar o auxílio seguinte…

Cuidador de idosos

Por conta da rotina corrida, dos inúmeros compromissos e afazeres do dia a dia, nem sempre um familiar conseguirá cuidar de um ente idoso adequadamente.

Sendo assim, nesse caso, é importante buscar a ajuda de um terceiro, como a de um cuidador de idosos.

Dessa forma, o idoso terá o auxílio de um profissional em sua rotina, e poderá viver com mais saúde, disposição e dignidade – e o principal, sem precisar sair do seu lar.

Agora, se a casa não possui uma estrutura adequada, se o idoso sente falta de interagir e de ter contato com outras pessoas e/ou se idoso precisa de cuidados mais intensivos, então a opção a seguir pode ser a melhor escolha.

Casa de repouso

Ao estar em uma casa de repouso, o idoso além de ser cuidado por diferentes profissionais (enfermeiro, nutricionista, terapeuta, fisioterapeuta, etc.), ele irá conviver com diversas outras pessoas.

E isso é algo ótimo para a socialização, ajudando, inclusive, no combate ao isolamento e à depressão – dois problemas que, infelizmente, são bastante comuns em pessoas que estão na terceira idade.

Por isso, optar por uma casa de repouso também pode ser uma ótima opção para buscar auxílio e para cuidar da saúde na terceira idade.

Profissionais específicos

Por fim, dependendo da situação e do problema enfrentado pelo idoso, a busca por um profissional específico pode ser a solução.

Por exemplo, além de buscar ajuda médica, como a de um clínico geral, ele pode procurar o auxílio de um psicólogo, de um psiquiatra, de um terapeuta ocupacional, de um nutricionista e/ou de um gerontólogo.

Isso porque, cada profissional desse pode contribuir para a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida de uma pessoa idosa!

Agora, vale ressaltar que qualquer tipo de auxílio desses é bem-vindo, afinal, o importante, no final das contas, é chegar e, claro, se manter bem na terceira idade, com saúde, energia, disposição e, principalmente, dignidade.

Ninguém merece ficar sofrendo sozinho e passar por situações difíceis, sem pedir ajuda. Portanto, se necessário, busque (ou ofereça) auxílio. 

saúde na terceira idade